Escudo: Atlético-PR
CAP Atlético-PR
Escudo: Avaí
AVA Avaí
Arena da Baixada - 15/09/2019 às 11h00

Avaí bate o Athletico na Arena da Baixada e volta a sonhar com a permanência na Série A

O Avaí bateu o Athlético-PR por 1 a 0, gol do menino Jonathan e fechou sua participação no primeiro turno da Série A mais animado. O duelo aconteceu na manhã deste domingo (15), em Curitiba (PR).

Embora siga na lanterna da competição, o time de Alberto Valentim foi a 13 pontos e, com a vitória, pode sonhar como a saída do Z4 da competição. Está, nesse momento, a cinco pontos do primeiro time fora da zona maldita, o Cruzeiro.

Zagueiro Betão teve boa participação e ajudou o time a vencer o Furacão, na Arena da Baixada. Geraldo Bubniak/Estadão Conteúdo

O Avaí entrou em campo como lanterna e com a certeza de que, independente do que acontecesse, ele não deixaria essa condição. Duelava, em paralelo, contra uma triste marca: a de pior aproveitamento ao final de um turno da Série A, desde que o modelo passou a ser disputado em pontos corridos, em 2003.

Alberto Valentim fez duas importantes escolhas, ao confirmar o time, horas antes da bola rolar no gramado sintético da Arena da Baixada: manteve Iury como titular, mesmo com a liberação de Léo Morais e, a principal delas, o ingresso do jovem Jonathan, 20, na vaga do inoperante Brenner.

Foi o jovem, cria das categorias de base do Avaí, que garantiu a vitória azurra sobre o Furacão. Aos 13’ da primeira etapa ele recebeu uma bola na intermediária e arriscou de fora da área: golaço do atleta que fez sua primeira partida como titular, a terceira nesta Série A.

“Ele é um menino de puro talento, vinha treinando bem e foi muito feliz no chute. Agora é focar nos próximos jogos que ele pode nos ajudar muito”, elogiou o goleiro Vladimir, ao final do jogo.

O camisa 89, assim como fizera diante do Fluminense, no estádio Maracanã, fez bonito na Arena da Baixada: anotou, pelo menos, quatro defesas difíceis e voltou a garantir um resultado positivo para o Leão da Ilha.

“Fico feliz em poder ter dado uma parcela de contribuição, ajudar. Só juntos vamos sair dessa situação”, acrescentou o arqueiro.

Pelo lado do Athletico o sentimento é meio dúbio, uma vez que a equipe concentra-se na grande final da Copa do Brasil. Tiago Nunes, de olho na oportunidade de levantar mais um caneco pelo clube, lançou uma equipe totalmente reserva.

O final do jogo, inclusive, foi dramático. Aos 48′ da segunda etapa, a bola foi alçada na defesa do Avaí e, na visão do árbitro, resvalou na mão de Jonny Mosquera. Pênalti.

Ao consultar o vídeo, o árbitro mineiro Felipe Fernandes de Lima-MG, voltou atrás e, para alívio de toda nação azurra, deu apenas tiro de meta para Vladimir bater.

Próxima parada

No outro final de semana, início do segundo turno da Série A, o Avaí recebe o Atlético-MG. O duelo fecha a rodada na outra segunda-feira, dia 23, em Florianópolis.

O Athlético-PR joga contra o Vasco, no domingo, em São Januário. Antes disso defende uma vantagem de 1 a 0 contra o Inter, em Porto Alegre (RS), na finalíssima da Copa do Brasil.

Ficha técnica

Athletico-PR (0): Léo; Erick, Madson, Pedro Henrique e Abner Vinícius; Matheus Rossetto, Lucho González (Thomás Andrade) e Ewerton Felipe (Vitor); Braian Romero (Pedrinho), Marcelo Cirino e Thonny Anderson. Técnico: Tiago Nunes.

Avaí (1): Vladimir; Iury (Léo), Ricardo, Betão e Igor Fernandes; Pedro, Richard Franco e Matheus Barbosa; Lourenço (Mosquera), Caio Paulista e Jonathan (Julinho). Técnico: Alberto Valentim.

Gol: Jonathan (13/1T).

Cartões amarelos: Matheus Rossetto (CAP);

Local: estádio Arena da Baixada, em Curitiba-PR

Lances da partida

Futebol