Avaí perde para o Marcílio Dias e vê líder Figueirense abrir seis pontos na classificação

Atualizado

O Avaí voltou a perder no Catarinense 2019. Em jogo na quente noite de quarta-feira, em Itajaí, o Leão perdeu por 1 a 0 para o Marcílio Dias. O Marinheiro, em campanha surpreendente, chegou a sete pontos e ingressou no G4, mesma pontuação do Avaí, que é 3º. 

O Avaí entrou em campo na abafada noite desta quarta-feira (30) não pressionado, mas incomodado pela derrota do último domingo frente ao maior rival por 1 a 0. Se não era no espírito do elenco, essa ansiedade partia principalmente pela condição na tabela de classificação ao ver o Figueirense, líder, disparar com 13 pontos – depois do empate com o Metropolitano.

O técnico Geninho, no entanto, deixou claro que isso ficara no passado. O comandante realizou três trocas em relação ao time que perdeu para o Figueirense com as entradas de Lucas Frigeri, Kundê e Caio Paulista, nas vagas de Glédson, Marquinhos Silva e Jones, respectivamente.

Do outro lado, o time de Waguinho Dias, de campanha surpreendente viu o torcedor marinheiro quebrar o recorde de público no estádio Hercílio Luz.

O destaque, entretanto, ficou por conta de uma queda de luz registrada no início da partida. Uma torre de iluminação do estádio deu pane e, por consequência, paralisou a partida por 19 minutos.

A queda de energia foi a grande estrela de um primeiro tempo morno. A segunda etapa foi do time da casa. Se a condição técnica em relação ao adversário era, em tese, menor, o Marinheiro compensou em energia.

A vontade de vencer foi recompensada aos 12’ da segunda etapa em ataque pela direita que contou com falha da defesa azurra que não afastou a bola, que sobrou no pé de Jean Dias que mandou para rede. 1 a 0.

O Geninho tentou dar sangue novo ao lançar Jones Carioca e André Moritz. As mudanças não surtiram efeito e, apesar da posse de bola do Leão, era o Marcílio que ameaçava mais nos contra-ataques. A torcida do Marinheiro, empolgada no momento, gritava “olé” a cada troca de passes da equipe.

O Avaí busca a recuperação em casa, diante do Criciúma, no domingo, às 17h. O Marcílio Dias encara o Blumenau em mesma data e horário.

Ficha técnica:

Marcílio Dias: Tom; Luiz Renan, Wallace, Magrão e Paulinho; Luanderson, Jonathas, Juninho Tardelli e Jean Dias (Braga); Roni (Roni) e Anderson Ligeiro (Wellington Melo). Técnico: Waguinho Dias.

Avaí: Lucas Frigeri; Alex Silva, Kunde, Betão e Igor Fernandes (Julinho); Falcão, Pedro Castro, João Paulo, Caio (Moritz) e Getúlio; Daniel Amorim (Jones). Técnico: Geninho.

Gols: Jean Dias (12/2T)

Cartões amarelos: Luiz, Renan, Roni, Jonathas (MAR); Igor, Julinho, Falcão (AVA)

Cartão vermelho: Lauder (MAR)

Arbitragem: Ramon Abati Abel, com Maicon Lemos Alves e Elen Carolin Portal.

Local: estádio Dr. Hercílio Luz, em Itajaí (SC); Data: 30/01

Esportes

Avaí perde para o Marcílio Dias e vê líder Figueirense abrir seis pontos na classificação

Marcílio Dias 1 a 0 Avaí, em Itajaí - Divulgação/ND
Marcílio Dias 1 a 0 Avaí, em Itajaí – Bruno Golembiewski/CNMD/ND

O Avaí voltou a perder no Catarinense 2019. Em jogo na quente noite de quarta-feira, em Itajaí, o Leão perdeu por 1 a 0 para o Marcílio Dias. O Marinheiro, em campanha surpreendente, chegou a sete pontos e ingressou no G4, mesma pontuação do Avaí, que é 3º. 

O Avaí entrou em campo na abafada noite desta quarta-feira (30) não pressionado, mas incomodado pela derrota do último domingo frente ao maior rival por 1 a 0. Se não era no espírito do elenco, essa ansiedade partia principalmente pela condição na tabela de classificação ao ver o Figueirense, líder, disparar com 13 pontos – depois do empate com o Metropolitano.

O técnico Geninho, no entanto, deixou claro que isso ficara no passado. O comandante realizou três trocas em relação ao time que perdeu para o Figueirense com as entradas de Lucas Frigeri, Kundê e Caio Paulista, nas vagas de Glédson, Marquinhos Silva e Jones, respectivamente.

Do outro lado, o time de Waguinho Dias, de campanha surpreendente viu o torcedor marinheiro quebrar o recorde de público no estádio Hercílio Luz.

O destaque, entretanto, ficou por conta de uma queda de luz registrada no início da partida. Uma torre de iluminação do estádio deu pane e, por consequência, paralisou a partida por 19 minutos.

A queda de energia foi a grande estrela de um primeiro tempo morno. A segunda etapa foi do time da casa. Se a condição técnica em relação ao adversário era, em tese, menor, o Marinheiro compensou em energia.

A vontade de vencer foi recompensada aos 12’ da segunda etapa em ataque pela direita que contou com falha da defesa azurra que não afastou a bola, que sobrou no pé de Jean Dias que mandou para rede. 1 a 0.

O Geninho tentou dar sangue novo ao lançar Jones Carioca e André Moritz. As mudanças não surtiram efeito e, apesar da posse de bola do Leão, era o Marcílio que ameaçava mais nos contra-ataques. A torcida do Marinheiro, empolgada no momento, gritava “olé” a cada troca de passes da equipe.

O Avaí busca a recuperação em casa, diante do Criciúma, no domingo, às 17h. O Marcílio Dias encara o Blumenau em mesma data e horário.

Ficha técnica:

Marcílio Dias: Tom; Luiz Renan, Wallace, Magrão e Paulinho; Luanderson, Jonathas, Juninho Tardelli e Jean Dias (Braga); Roni (Roni) e Anderson Ligeiro (Wellington Melo). Técnico: Waguinho Dias.

Avaí: Lucas Frigeri; Alex Silva, Kunde, Betão e Igor Fernandes (Julinho); Falcão, Pedro Castro, João Paulo, Caio (Moritz) e Getúlio; Daniel Amorim (Jones). Técnico: Geninho.

Gols: Jean Dias (12/2T)

Cartões amarelos: Luiz, Renan, Roni, Jonathas (MAR); Igor, Julinho, Falcão (AVA)

Cartão vermelho: Lauder (MAR)

Arbitragem: Ramon Abati Abel, com Maicon Lemos Alves e Elen Carolin Portal.

Local: estádio Dr. Hercílio Luz, em Itajaí (SC); Data: 30/01

Futebol