Conteúdo por Gazeta Esportiva

Avelar compara tempo de descanso e diz que Corinthians mereceu vencer

O Corinthians encarou o Fortaleza, quarta-feira passada, como uma verdadeira batalha. A partida marcou a primeira vitória do time após oito jogos, o início da gestão sem Fábio Carille e ainda cobrou muito esforço da equipe em um embate de cinco gols.

Enquanto isso, o Palmeiras visitou o Vasco em São Januário com sete jogadores poupados por Mano Menezes. Weverton, Marcos Rocha, Vitor Hugo, Diogo Barbosa, Bruno Henrique e Gustavo Scarpa sequer foram ao Rio de Janeiro. E Dudu foi utilizado apenas no segundo tempo.

A diferença na preparação para o Derby deste sábado, no Pacaembu, foi observada por Danilo Avelar para explicar a queda de ritmo do Corinthians no segundo tempo em um jogo que terminou com o empate por 1 a 1.

“É a ideia que o Palmeiras tem de jogo, eles buscam muito esse lançamento de bola para o Deyverson, acabam te empurrando lá para trás, mas também vale ressaltar que eles tiveram sete jogadores descansados, a gente uns dois, três dias e teve de ter todo mundo inteiro. Por esse ponto de vista, a gente até segurou bem o adversário”, lembrou.

Apesar dos instantes de apuro vivido pelo Corinthians durante o clássico, Danilo Avelar entende que a equipe alvinegra foi quem mais fez por merecer os três pontos nessa 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“A gente sai chateado, essa é a verdade. Você pontuar fora de casa é importante, mas diante das circunstâncias, pênalti defendido, soubemos sofrer, buscamos um gol, acredito que merecíamos a vitória. Óbvio que a gente fica chateado”, disse, antes de falar sobre o gol sofrido aos 49 minutos.

“Falta de atenção, sorte, não sei nem o que dizer, mas em uma semana de mudanças, a gente conseguiu demonstrar um novo perfil. Temos muito a crescer”.

Futebol