Bia Haddad perde de britânica e cai na segunda rodada em Wimbledon

Atualizado

No dia em que o primeiro título de simples da lendária Maria Esther Bueno completa 60 anos, o tênis do Brasil perdeu nesta quinta-feira a sua representante na chave feminina de Wimbledon, o terceiro Grand Slam da temporada.

Bia Haddad Maia é considerada a melhor tenista brasileira da atualidade – Arquivo/Instagram/Reprodução/ND

Pela segunda rodada, Beatriz Haddad Maia não conseguiu manter o embalo por ter vencido na estreia a espanhola Garbiñe Muguruza, ex-número 1 do mundo e campeã em Londres em 2017, e caiu para a britânica Harriet Dart por 2 sets a 1 – com parciais de 7/6 (7/4), 3/6 e 6/1, após 2 horas e 24 minutos.

Atual número 121 do ranking da ATP, a melhor tenista brasileira da atualidade desperdiçou a chance de fazer a melhor campanha do País em Wimbledon desde 1989, quando Andréa Vieira, mais conhecida como Dadá, e Niége Dias avançaram até a terceira rodada. Antes de vencer Muguruza na estreia, Bia Haddad havia furado o qualifying com três vitórias na semana passada.

Leia também:

O confronto contra Dart foi o primeiro entre elas no circuito profissional. Atual número 182 do mundo, a britânica já passou por situações curiosas em Wimbledon como uma conversa com Kate Middleton, casada com o príncipe William e presidente do All England Club – complexo que recebe o torneio em Londres -, durante o jogo de estreia. E agora terá pela frente a líder do ranking da WTA, a australiana Ashleigh Barty, que derrotou com facilidade a belga Alison van Uytvanck por 6/1 e 6/3, em apenas 55 minutos.

Em momento algum na partida desta quinta-feira a brasileira se demonstrou confortável em quadra. Ao contrário do jogo anterior, Bia Haddad não se mostrou sólida para tomar a iniciativa nas trocas de bola e demorou a achar ritmo. A britânica, de 22 anos, aproveitou e cresceu com o apoio da torcida. Surpreendeu pela consistência que achou nos golpes de fundo de quadra e por sua coragem em forçar muitas paralelas.

No primeiro set, cada tenista teve uma quebra de serviço e a decisão foi para o tie-break. Nele, a britânica foi melhor e conseguiu fechar em 7 a 4. Na segunda parcial, depois que Dart recebeu atendimento médico, Bia Haddad mostrou um pouco mais de segurança e ganhou por 6/3.

Os problemas para a brasileira começaram no terceiro game do set decisivo. Demonstrando cansaço e dores na perna esquerda, lutou o quanto deu, mas não venceu um game sequer e foi eliminada por 6/1. Em Roland Garros, no final de maio, ela já havia desistido no terceiro set da estreia do qualifying com contraturas na coxa.

Outros jogos

Mais duas tenistas conseguiram a classificação à terceira rodada em Wimbledon. Uma delas é a norte-americana Sloane Stephens, cabeça de chave número 9, que derrotou facilmente a chinesa Yafan Wang por 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 6/2. A outra é a também representante da China, Qiang Wang, 15.ª pré-classificada, que eliminou a eslovena Tamara Zidansek por 6/1 e 6/2.

Tênis