Conteúdo por Gazeta Esportiva

Bola passa mais pelos pés de Cássio, que prega paciência para mudança de estilo

Uma das principais novidades do Corinthians sob o comando de Dyego Coelho é a construção de jogadas com toques curtos desde a defesa. Para isso, o goleiro é mais exigido no trabalho com os pés, sendo obrigado a ter mais qualidade no momento de passar a bola.

Cássio foi desfalque nas partidas contra Fortaleza e Palmeiras por conta de dores no quadril, fazendo sua estreia no “novo Corinthians” apenas neste domingo, contra o Internacional. Em seu primeiro testo no modelo de jogo de Coelho, o goleiro já mostrou serviço com os pés.

Cássio ainda revelou papo com Ederson, do City, sobre saída de bola com os pés (Foto: Rodrigo Coca/SCCP)

Segundo o Footstats, Cássio passou a bola 17 vezes na partida, sem ter errado em nenhum momento o fundamento. O goleiro já havia sido titular em 26 partidas no Campeonato Brasileiro e possuía uma média de 10,3 passes certos por jogo. Ou seja, contra o Inter, o arqueiro apresentou um aumento de 70% de toques com pé na saída de bola em relação ao que vinha fazendo sob o comando de Carille.

Na zona mista após o a partida deste domingo, Cássio falou sobre a mudança de estilo de jogo, pedindo paciência para que consiga evoluir aos poucos na nova maneira de atuar.

“É uma coisa que eu já fazia, mas que precisa ser exercitada. Na Copa do Mundo, quando voltei, eram Osmar Loss e Coelho, e eles trabalhavam muito isso. Quando voltei da Copa América também tentamos fazer, mas é uma situação que precisa treinar para fazer. Todo dia a gente tem treinado, acredito que vá ter evolução. Tentei, mas tem que ter sabedoria, não vou virar um Neuer ou Ederson do dia para noite”, disse o goleiro.

Cássio ainda revelou ter conversado com o goleiro brasileiro do Manchester City sobre a utilização dos pés. O arqueiro do Timão também citou a importância de diversificar a forma de sair jogando.

“Ederson me falou: “Os caras me dão opção para jogar”. Às vezes não dá para arriscar e fazer de qualquer jeito. Coelho me deixa à vontade. Muitas vezes no chute direcionado a gente conseguiu criar oportunidades ganhando a segunda bola com Clayson e Avelar, então tem que ver o momento”, completou.

Com o empate do último domingo, o Corinthians foi a 50 pontos, na oitava colocação do Campeonato Brasileiro. Na próxima rodada, a equipe terá pela frente o Botafogo, fora de casa, no domingo, às 16h.

Futebol