Conteúdo por Gazeta Esportiva

Botafogo não sabe o que fazer com Valencia

A diretoria do Botafogo precisa decidir até a terça-feira da próxima semana, dia 9 de julho, que destino vai dar ao meia chileno Leonardo Valencia. O jogador parece não fazer mais parte dos planos da comissão técnica, porém, não tem nenhuma proposta do exterior. Com 28 anos, ele tem mercado no futebol do seu país, tendo recebido algumas sondagens, porém, nenhuma se confirmou.

Valencia chegou ao Botafogo em julho de 2017 e assinou um contrato de dois anos, máximo permitido para ter visto de trabalho no Brasil. Ao vínculo foi acrescentada uma cláusula que permite o Alvinegro, até 9 de julho, prorrogar por mais um ano o contrato, sem a necessidade de um aval do chileno.

(Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

O Botafogo tende a renovar o contrato para não perder uma oportunidade de negociar o jogador, que foi contratado sem custos após rescindir vínculo com o Palestino do Chile. Porém, liberar o atleta na trerça-feira não é uma possibilidade totalmente derscartada, já que o salário do jogador é considerado alto para os padrões alvinegros e ele vem impedindo um maior investimento na busca por reforços.

O clube vem trabalhando em reduzir o elenco para encontrar receitas em busca de contratações. Recentemente o Botafogo liberou o meia Gustavo Ferrareis, outro que estava fora dos planos, para o Avaí.

Dentro de campo o plantel volta a treinar nesta quinta-feira pela manhã. O primeiro desafio do Glorioso após a paralisação do Campeonato Brasileiro para a disputa da Copa América do Brasil será no domingo 14 de julho, diante do Cruzeiro, às 16h(de Brasília), no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), pela décima rodada.

Futebol