Botafogo vence o Vila Velhense, mas vê o time capixaba avançar na Copa Brasil

Alvinegro de Benjamin & Cia. precisava vencer a equipe do Espírito Santo por dois ou mais gols de diferença para avançar às semifinais, o que não aconteceu

Derrotado pelo Sampaio Corrêa na primeira rodada, o Botafogo entrou na arena montada nas areias do Complexo Turístico de Ponta Negra, em Manaus, com a necessidade de vencer o Vila Velhense por dois ou mais gols de diferença para avançar às semifinais da IV Copa Brasil de Beach Soccer. E esse objetivo não foi alcançado: o Alvinegro carioca de Benjamin & Cia até derrotou o Vila Velhense, por 6 a 5, na noite desta sexta-feira, mas viu o time capixaba ficar com a vaga às margens do Rio Negro.

Com o resultado, Botafogo, Vila Velhense e Sampaio Corrêa, o outro time do Grupo C, ficaram com três pontos cada e, com isso, a decisão foi para os critérios de desempate. Os três times ficaram com zero de saldo e, como o time capixaba marcou 11 gols contra oito dos rivais, avançou às semifinais. A equipe de Vila Velha terá Flamengo ou Vasco, que se enfrentam ainda nesta noite pela primeira posição do Grupo A, como adversário neste sábado, a partir das 16h30 (17h30 no horário de Brasília).

O JOGO

Rodrigo Soares, camisa 9 do Botafogo, foi o responsável pelo primeiro gol do jogo, logo com 37” de bola rolando. E o atacante alvinegro quase marcou o segundo, ao mandar uma bola no travessão. O Vila Velhense que dependia apenas de uma vitória simples – no tempo regulamentar, após a prorrogação ou os pênaltis – para se classificar, chegou ao empate com Anderson Wesley, aos 3’56”. Eis que Rodrigo, após passe de Benjamin, voltou a colocar o Botafogo na frente, aos 6’31”. Dois segundos depois, na saída de bola, Leandrão voltou a garantir o empate.

O Botafogo foi para o primeiro intervalo em vantagem graças ao talento de Benjamin. Aos 44 anos de idade, um dos maiores nomes da  Seleção Brasileira de Beach Soccer, fez, após jogada individual, o terceiro do Alvinegro, aos 8’24”. Juninho, de 40 anos, garantiu o quarto com 11’04 de bola rolando.

Empate graças aos artilheiros de cada time. Foi assim que terminou o segundo período. Rodrigo Soares marcou duas vezes: com apenas oito segundos e 2’38 de bola rolando, enquanto Anderson Wesley fez dois para o time do Espírito Santo, aos 3’46” e 4’17”. Ciente da importância da vantagem neste momento (6 a 4), o Botafogo cadenciou o jogo nos instantes finais e foi para novo intervalo com novo triunfo por dois gols.

VITÓRIA ALVINEGRA E… ELIMINAÇÃO!

Veio o terceiro e último período e o Botafogo não mostrou a mesma desenvoltura de antes. Sem a criatividade necessária para seguir com a vantagem que lhe interessava, o time carioca não conseguiu um único gol e ainda viu o goleiro Marquinhos marcar o quinto do Vila Velhense, aos 3’04”. O time do Espírito Santo foi derrotado, mas celebrou a classificação.

* O repórter viaja a convite da organização da IV Copa Brasil de Beach Soccer.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...