Conteúdo por Gazeta Esportiva

Brasil conquista seis medalhas na natação em Lima nesta terça-feira

A equipe de natação brasileira entrou em cena na noite desta terça-feira no Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 e garantiu seis medalhas para o País. Foram três ouros, duas pratas e um bronze, com destaque para o hexacampeonato pan-americano do Brasil no revezamento 4x100m livre masculino.

O primeiro ouro do Brasil nesta noite veio na final dos 100m peito masculino com João Gomes Júnior. O capixaba nadou forte e fechou com a marca de 59s51 para subir ao lugar mais alto do pódio. Os norte-americanos Cody Miler e Kevin Cordes ficaram com a prata e o bronze com os tempos de 59s57 e 1min00s27, respectivamente. O brasileiro Felipe Lima terminou na 4ª colocação, com 1min00s36.

Na final dos 400m livre masculino, o Brasil conquistou uma dobradinha, com Fernando Scheffer, que nadou em 3min49s60 pra ficar com a prata, e Luiz Altamir Melo, que fez marca de 3min49s91 para garantir o bronze. O vencedor da prova foi o norte-americano Andrew Abruzzo, que fez 3min48s41.

Na final masculina dos 200m borboleta, o Brasil novamente subiu no lugar mais alto do pódio com Leonardo de Deus, que garantiu o tricampeonato pan-americano. Após terminar os primeiros 50m em terceiro, o nadador mato-grossense se superou no restante da prova, deixando todos os seus rivais para trás e marcando 1min55s86 para ficar com a medalha de ouro em Lima. Luiz Altamir, que também vinha figurando entre os três primeiros colocados, acabou perdendo uma vaga no pódio na reta final da prova, batendo três centésimos mais lento que o concorrente colombiano Jonathan Gomez.

Mas a comemoração da natação brasileira não parou por aí. Na final feminina do revezamento 4x100m livre, a equipe verde e amarela composta por Etiene Medeiros, Larissa Oliveira, Manuella Lyrio e Daynara Ferreira foi bastante consistente na água e garantiu mais uma medalha de prata para o país ao bater em 3min40s39, atrás apenas dos EUA, que ficaram com o ouro.

Pentacampeão do revezamento 4x 100m livre masculino, o time brasileiro, desta vez formado por Breno Correia, Marcelo Chierighini, Bruno Fratus e Pedro Spajari, não fez feio e tratou de seguir a tradição que vem desde 1999, novamente faturando a medalha de ouro na prova, a sexta seguida, desta vez com o tempo de 3min12s61 (novo recorde pan-americano) para fechar a noite de gala da equipe verde e amarela.

Mais conteúdo sobre

Mais Esportes