Conteúdo por Gazeta Esportiva

Brasil conquista título por equipes no Sul-Americano de ginástica artística

O Brasil conseguiu ótimos resultados no campeonato masculino Sul-Americano de ginástica artística na sexta-feira. Já conhecidos por suas participações nas Olimpíadas, Francisco Barretto e Arthur Nory fecharam o torneio com o primeiro e o segundo lugares, respectivamente. O desempenho dos dois atletas alavancou a equipe do Brasil, que conquistou o título da competição sediada em Santiago, no Chile.

Depois de ficar na quinta colocação da barra fixa no Rio, em 2016, Chico venceu por uma margem pequena o duelo individual geral com Nory, que levou o bronze no solo da última Olimpíada. No fim da competição, apenas cinco centésimos separaram os ginastas. Chico ficou com o ouro, anotando 80,100 pontos. O colombiano Andres Moreno ficou na terceira colocação, com 78,6 pontos somados.

O Brasil ainda contou com outros atletas que não participaram do ciclo olímpico, sendo eles: Leonardo Souza, Lucas Bitencourt, Péricles Silva e Tomas Florêncio. O grupo conseguiu somar 317,55 pontos, ficando à frente de Colômbia (313,05) e a Venezuela (298,75).

Neste sábado, os brasileiros disputam as finais por aparelhos. A confederação optou por não enviar atletas para as disputas femininas do Sul-Americano. O torneio continental de Santiago tem como função preparar os ginastas para os Jogos Pan-Americanos, que será disputado em Lima, em julho. Além disso, o Brasil estará presente no Mundial de Stuttgart, em outubro, no qual o país buscará a classificação para a Olimpíada de Tóquio de 2020.

Mais Esportes