Brasil perde para França com gol de Henry e está eliminado da Copa do Mundo Feminina

Atualizado

Seleção Feminina na Copa do Mundo Feminina 2019 na França – CBF/FIFA/Divulgação

O Brasil lutou muito, forçou a prorrogação e esteve perto de virar o placar, mas a capitã da França Amandine Henry anotou o gol que garantiu a França, dona da casa, nas quartas de final da Copa do Mundo de Futebol Feminino. A seleção perdeu pelo placar de 2 a 1 e, dessa forma, deu adeus ao sonho do título inédito.

Guerreiras. O Brasil lutou muito e, há quem veja, fez sua melhor participação na competição até o momento. Mesmo ceifado por lesões – chegou na competição com algumas atletas longe dos 100% – perdeu, na partida, a centroavante e artilheira Cristiane. Ainda assim, lutou bravamente contra o time da casa, apontado como favorito ao título, e esteve a menos de 15 minutos das cobranças de pênaltis.

O jogo

Gauvin abriu o placar para a França aos 6′ da segunda etapa. O time da casa quase aumentou a vantagem na sequência. O Brasil respondeu com Cristiane que, após cruzamento de Marta, cabeceou no travessão.

O gol de empate saiu com Thaísa, com auxílio do VAR. Ela recebeu um passe milimétrico, avançou e tocou na saída da goleira. A assistente, inicialmente, assinalou impedimento. O árbitro de vídeo foi acionado e conferiu a posição legal da atleta do Brasil no momento do passe. 1 a 1.

O duelo foi para a prorrogação e, com menos de 5 minutos, Cristiane teve que sair em função de uma lesão na perna esquerda. Azar do Brasil que, cansado, passou a ser dominado pelo time da casa. O gol saiu no primeiro minuto da segunda etapa da prorrogação.

Falta batida na área para Amandine Henry, de perna esquerda, mandar para o fundo da goleira Bárbara e sair para a festa. O Brasil não teve força nem fôlego para buscar mais um empate na partida.

Fim de jogo e festa “em casa”.

Marta do Brasil durante uma partida entre o Brasil e França. Copa do Mundo Feminina 2019. Foto: Richard Callis/Estadão Conteúdo/ND

Copa do Mundo Feminina