Brasil sofre um pouco, mas vence México e avança às quartas da Copa

SAMARA, RÚSSIA (FOLHAPRESS) – Foi um jogo difícil no primeiro tempo, truncado e muito estudado pelas equipes, mas o Brasil foi melhor, venceu o México por 2 a 0 nesta segunda (2), em Samara.

A equipe brasileira contou com gols de Neymar e Firmino, além de grande apresentação de William na segunda etapa, e garantiu classificação para as quartas de final.

O adversário da seleção brasileira começa a ser definido às 15h (de Brasília) desta segunda, quando a Bélgica enfrenta o Japão.

O confronto entre Brasil e o vencedor da partida entre belgas e japoneses será na próxima sexta (6), às 15h (de Brasília), em Kazan.

Equipe brasileira contou com gols de Neymar e Firmino - André Mourão / MoWA Press
Equipe brasileira contou com gols de Neymar e Firmino – André Mourão / MoWA Press

Copa do Mundo

Nenhum conteúdo encontrado

Brasil sofre um pouco, mas vence México e avança às quartas da Copa

Atualizado

SAMARA, RÚSSIA (FOLHAPRESS) – O Brasil está classificado para as quartas de final da Copa do Mundo. Com um gol de Neymar e outro de Roberto Firmino, a seleção venceu o México por 2 a 0 na Arena de Samara, na tarde desta segunda-feira (2).

O time nacional agora espera o vencedor de Bélgica x Japão, que se enfrentam a partir das 15h (de Brasília) desta segunda. A partida das quartas de final será na cidade de Kazan, na sexta-feira (6). A derrota significou para o México sua sétima eliminação seguida nas oitavas de final.

O volante Casemiro está fora da próxima partida. Ele levou em Samara o segundo amarelo no torneio e terá que cumprir suspensão automática. Fernandinho é o mais cotado para substituí-lo.

Assim como na fase de grupos, o primeiro duelo do mata-mata foi um sufoco.

Além de Neymar autor do gol, o meia Willian foi também o destaque da quarta partida da seleção. Ele deu o passe para o primeiro gol e fez belas jogadas.

A defesa voltou a ter uma boa atuação. O time comandado por Tite foi dominado boa parte do primeiro tempo, mas o setor conseguiu segurar a pressão.

Ao lado do Uruguai, a seleção brasileira é a menos vazada da Copa, com apenas um gol tomado.

Com o gol marcado aos 5min do segundo tempo, Neymar se tornou o artilheiro da seleção na Copa ao lado de Philippe Coutinho.

Essa foi sua quinta partida desde que voltou da cirurgia que fez no pé direito, em maio. O atacante foi decisivo para a classificação, repetindo o protagonismo de seus colegas de Paris Saint-Germain, o francês Mbappé e o uruguaio Cavani, no inicio do mata-mata.

A vitória em Samara foi a 20ª da era Tite. Sob o comando do treinador, a seleção brasileira tem quatro empates e apenas uma derrota.

Na quente cidade russa (fazia 33º C), os mexicanos começaram melhor. Apoiados por uma torcida barulhenta, eles pressionavam os brasileiros e perderam a primeira oportunidade de gol logo no primeiro minuto.

No início, a cada passe trocado pelos mexicanos a torcida cantava “olé”.

Osório mexeu no time e a mudança surpreendeu o Brasil. Ele escalou Rafa Marquez como uma espécie de volante. No jogo, o zagueiro de 39 anos entrou para a história por ser capitão de uma seleção em cinco edições de Copas.

Pressionando muito, o México dificuldade a saída de bola do Brasil. Os jogadores não conseguiam sair tocando a bola, como Tite ensaiara.

A primeira chegada do Brasil foi só aos 24min, quando Neymar fez uma jogada individual, entrou na área adversária e obrigou Ochoa a fazer bela defesa.

O lance animou o time, que começou a pressionar os mexicanos. Aos 25min, Coutinho aproveitou o rebote da defesa e chutou. A partir daí, o Brasil melhorou, mas os mexicanos permaneciam com mais rapidez.

No segundo tempo, Tite insistiu na mesma formação. O time voltou melhor. Logo aos 2min, Coutinho obrigou Ochoa a fazer boa defesa. O gol não demoraria a sair. Três minutos depois, Neymar abriu o placar de carrinho, dentro da pequena área, aproveitando um cruzamento forte de Willian.

Em vantagem, a seleção se soltou e começou a criar mais oportunidades de gol.

Sem marcar ainda na Copa, Gabriel Jesus mudou de posição no segundo tempo. Ele foi para a esquerda deixando Neymar mais centralizado.

Satisfeito com o time em campo, Tite só mexeu nos minutos finais. Aos 35min, ele colocou Fernandinho no lugar de Paulinho.

Em seguida, ele tirou Coutinho e colocou Roberto Firmino. O atacante do Liverpool ainda teve tempo de fazer o segundo do Brasil.

Em contra-ataque pela esquerda, Neymar invadiu a área e bateu rasteiro. O goleiro Ochoa ainda conseguiu desviar, mas Firmino apareceu para completar para o fundo do gol, aos 42min. Na comemoração, até o técnico Tite invadiu o campo para abraçar os jogadores.

Nos acréscimos, Willian deixou a partida para a entrada do zagueiro Marquinhos, que ainda não havia sido utilizado neste Mundial.

BRASIL

Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda, Filipe Luís; Casemiro, Paulinho (Fernandinho), Coutinho (Firmino); Willian (Marquinhos), Gabriel Jesus e Neymar. T: Tite

MÉXICO

Ochoa; Alvarez (Jonathan dos Santos), Salcedo, Hugo Ayala, Gallardo; Rafa Márquez (Layún), Herrera, Guardado, Vela, Lozano; Chicharito Hernández (Raúl Jiménez). T.: Juan Carlos Osorio

Local: Arena Samara, em Samara (RUS)

Juiz: Gianluca Rocchi (ITA)

Cartões amarelos: Casemiro e Filipe Luís (BRA); Álvarez, Hector Herrera, Guardado e Salcedo (MEX)

Gols: Neymar (BRA), aos 5min, e Roberto Firmino (BRA), aos 42min do segundo tempo

Mais conteúdo sobre

Esportes