Conteúdo por Gazeta Esportiva

Brasil tenta confirmar vaga e liderança do grupo contra o Peru em Itaquera

Depois da vitória sobre a Bolívia, em São Paulo, na estreia da Copa América, e o empate sem gols contra a Venezuela em Salvador, a Seleção Brasileira volta à capital paulista, desta vez para encarar o Peru no último jogo da fase de grupos. Além da classificação para a próxima fase, a partida deste sábado, às 16h (de Brasília), na Arena Corinthians, pode garantir a liderança do Grupo A para o Brasil, em caso de vitória.

O duelo não deve ser dos mais fáceis para os comandados de Tite, que completou três anos no cargo de treinador da Seleção Brasileira nesta semana. O Peru tem os mesmos quatro pontos do Brasil, e também pode chegar à liderança se vencer a partida.

“A gente chega para esse jogo com muita motivação. É um jogo muito importante, e com certeza um jogo muito difícil, contra um adversário muito qualificado, como todos que estão na Copa América”, analisou o meia-atacante Philippe Coutinho, em entrevista à CBF TV.

Para a partida contra os peruanos, Tite tem dúvidas para a posição de segundo homem no meio-campo. Fernandinho foi descartado do treino desta sexta-feira, já que ainda sente dores no joelho direito, devido a um entorse no último jogo. Arthur também se queixou de dores depois do duelo contra a Venezuela, mas passou por exames de imagem, não teve lesão constatada e treina normalmente.

Além de buscar mais uma vitória para confirmar a classificação como líder do grupo, o Brasil precisa recuperar a confiança do torcedor. Apesar dos 3 a 0 contra a Bolívia, a torcida paulista vaiou em alto e bom som a partida brasileira. Em Salvador, esperava-se um acolhimento maior por parte dos torcedores, mas com o 0 a 0 no placar, a seleção recebeu duras críticas das arquibancadas, com direito a gritos de “olé” quando os venezuelanos tocavam a bola.

O trunfo da Seleção Brasileira para reconquistar este apoio é o palco da partida cotra o Peru. O jogo deste sábado marca o reencontro de Tite, ex-treinador e ídolo do Corinthians, com a Arena. O retrospecto do técnico da Seleção no local é positivo, com aproveitamento de 83,01% dos pontos disputados (53 jogos, 41 vitórias, nove empates e três derrotas). Na única partida em Itaquera com Tite no comando do Brasil, em 2017, nas Eliminatórias da Copa de 2018, a Seleção aplicou um convincente 3 a 0 sobre o Paraguai e garantiu a vaga para o mundial.

Por outro lado, o Peru também aposta no retrospecto de seu principal jogador em Itaquera. Paolo Guerrero, ex-centroavante do Timão, é o quarto maior artilheiro da Arena Corinthians, com 15 gols em 28 partidas disputadas na casa corintiana. “Vamos fazer de tudo para ganhar porque queremos nos classificar”, declarou o camisa 9 do Peru.

O treinador Ricardo Gareca tem dúvidas no setor defensivo. Sem a dupla titular da última Copa do Mundo, o técnico da seleção peruana apostou em Carlos Zambrano e Luis Abram para fechar o miolo de zaga na Copa América. Entretanto, na vitória contra a Bolívia, na última rodada, Zambrano sentiu uma lesão muscular e pode ficar de fora para o duelo contra o Brasil.

FICHA TÉCNICA

BRASIL X PERU

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Data: 22 de junho de 2019, sábado

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)

Assistentes: Hernan Maidana (ARG) e Eduardo Cardozo (PAR)

VAR: Andres Rojas (COL)

BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís; Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho; Richarlison, Roberto Firmino e David Neres

Técnico: Tite

PERU: Pedro Gallese; Luís Advincula, Miguel Araujo (Carlos Zambrano), Luis Abram e Miguel Trauco; Yoshimar Yotún, Renato Tapia, Andy Polo e Christian Cueva; Jefferson Farfán e Paolo Guerrero

Técnico: Ricardo Gareca

Copa América