Conteúdo por Gazeta Esportiva

Brasil vence Porto Rico e vai à semifinal do basquete feminino no Pan

O Brasil segue 100% no basquete feminino nos Jogos Pan-Americanos de Lima. Com boa atuação na noite da última quarta-feira, a Seleção venceu Porto Rico por 64 a 58, garantiu o primeiro lugar do grupo A e, consequentemente, a classificação para a semifinal. Nesta quinta, elas enfrentam o Paraguai, já eliminado, às 20h (de Brasília).

Seleção feminina de basquete levou pressão em alguns momentos, mas venceu Porto Rico (Foto: Paulino Lamenha/Basquete Brasil)

O adversário da próxima fase sairá do confronto entre Estados Unidos e Colômbia, pelo grupo B. Nesta partida, destacou-se muito o jogo coletivo da equipe brasileira, que sofreu alguns momentos de pressão, mas soube se reorganizar para manter-se na frente.

Débora Fernandes foi uma das responsáveis por isso, com cinco assistências e cinco roubadas de bola, enquanto Isabela foi essencial para a virada no segundo quarto. Erika Souza e Clarissa foram as cestinhas brasileiras, com 12 pontos cada, enquanto a porto-riquenha Jennifer Oneill foi a cestinha do jogo, com 23 pontos no total.

O jogo – O início foi bastante equilibrado, sem abertura de vantagem para nenhum dos lados. Apesar das brasileiras liderarem grande parte do primeiro quarto, foram as porto-riquenhas quem saíram em vantagem, marcando 14 a 13.

No retorno, as adversárias também voltaram melhor, abrindo uma vantagem de 21 a 14, com uma cesta atrás da outra. Diante disso, José Neto pediu tempo e, então, as brasileiras evoluíram muito, tanto na defesa quanto no ataque, e começaram a diminuir a diferença imposta. Destaque para Isabela, que converteu bolas de três e ajudou diretamente na virada brasileira: 32 a 31.

No terceiro quarto, o Brasil voltou concentrado e abriu oito pontos de vantagem logo de cara, sem diminuição da intensidade no decorrer do tempo. Dessa forma, a vantagem saltou para 51 a 40 e, no derradeiro quarto, Porto Rico mostrou-se muito determinado a virar o marcador e vencer a partida, reagindo para uma diferença de apenas seis pontos.

O tempo pedido por José Neto freou a reação, mas, no retorno, Jazmone Gwathmey teve cesta de três pontos revisada pela arbitragem, que acabou contando como de dois pontos, e o placar final fechou em 64 a 58 para as brasileiras, classificadas para a próxima fase em primeiro do grupo.

Pan 2019