Conteúdo por Gazeta Esportiva

Bruna Takahashi perde, mas garante bronze no tênis de mesa

Atualizado

Depois de conquistar uma virada histórica nas quartas de final sobre Lily Zhang, dos EUA, Bruna Takahashi foi às semifinais dos Jogos Pan-Americanos para enfrentar outra jovem mesa-tenista em ascensão, Adriana Díaz. Durante o confronto, a porto-riquenha forçou diversos erros e venceu por 4 sets a 0 (parciais de 11/9, 11/8, 11/3 e 11/4). Como a modalidade não tem disputa de 3º lugar, a brasileira já garantiu o bronze.

“Lógico que fico chateada por não disputar uma medalha de ouro, mas acredito que fiz uma boa atuação nesses jogos e mereci o bronze”, comentou. “Eu já sabia que o jogo seria muito difícil. Você precisa sair da sua zona de conforto para vencer alguém com a qualidade dela. Apesar de ter feito meu melhor jogo contra ela, ainda não foi dessa vez. Faz parte”, completou a estrela brasileira.

Bruna Takahashi é a maior promessa do Brasil no tênis de mesa (Foto: Reprodução/Twitter)

A atleta do Time Brasil esteve na liderança nos primeiros sets do jogo. No entanto, Díaz rapidamente achou sua zona de conforto e começou a distribuir bolas na mesa brasileira. “Poderia ter sido diferente. Faltou pouco para eu fechar o primeiro ou segundo set. Depois disso, ela me surpreendeu. Eu usei todas minhas armas para vencer, mas eu reconheço que ela é uma jogadora mais forte”, explicou.

Aos 19 anos, Bruna é a brasileira com mais medalhas nesta edição do Pan-Americano. Com esta conquista, a atleta chegou à sua terceira e, ainda nesta semana, as disputas por equipe podem render mais um pódio.

Pan 2019