Conteúdo por Gazeta Esportiva

Cachopa prevê mais dificuldade na segunda fase da Copa do Mundo de vôlei

A Seleção Brasileira masculina de vôlei entra em quadra na madrugada desta terça para quarta, às 2h (de Brasília), para enfrentar a Argentina na Copa do Mundo da modalidade, que acontece no Japão. O Brasil é o único invicto e, portanto, líder da tabela, mas, para os jogadores, isso não significa que o caminho a partir de agora será fácil.

Além da Argentina, Brasil ainda enfrenta Estados Unidos, Tunísia, Polônia, Japão e Itália (Foto: FIVB/Divulgação)

“Estamos cada vez mais atentos e focados. Sabemos que essa segunda parte do campeonato vai ser muito difícil. Provavelmente mais complicada do que a primeira semana. Acho que, pelo desgaste, é um campeonato que exige demais de todas as seleções que estão participando. São muitas partidas em um curto período de tempo”, explicou o levantador Cachopa.

“Mas estamos pensando em um jogo de cada vez, um adversário por vez. Toda vitória é importante. As equipes, mesmo desfalcadas, estão jogando em um nível muito alto. Todo adversário está entrando em quadra e apresentando um bom vôlei”, completou.

Cachopa ainda analisou a Argentina, próxima adversária, afirmando que é um difícil oponente, com um jogo diferente do brasileiro. Depois dos argentinos, que são os sétimos colocados, a Seleção ainda enfrenta Estados Unidos, Tunísia, Polônia, Japão e Itália. A competição será encerrada no próximo domingo, dia 13.

Até o momento, Cachopa atuou em nove sets da competição e destacou a importância de mais uma vez ter a oportunidade de estrear neste campeonato.

“Fazer parte desse grupo e vivenciar um campeonato desse nível agrega muito. Acredito que tive uma evolução durante todas as competições com a seleção brasileira. Com certeza cresci em aspectos técnicos e táticos. Preciso vivenciar coisas novas e jogar em níveis cada vez mais altos. Todas as experiências que tive até agora, com certeza, me ajudaram muito”, finalizou.

A Copa do Mundo é o quinto torneio da Seleção Brasileira masculina nesta temporada 2019. Antes, o Brasil disputou a Liga das Nações, os Jogos Pan-Americanos, o Pré-Olímpico e o Campeonato Sul-Americano.

Vôlei