Conteúdo por Gazeta Esportiva

Campeão da Liberta em 99, Júnior exalta trabalho de Felipão: “Incontestável”

Júnior exaltou Felipão (Foto: Reprodução)

Revelado pelo Vitória em 1994, o ex-lateral esquerdo Júnior rumou dois anos depois ao Palmeiras, onde, com status de promessa, teria a missão de substituir Roberto Carlos. Demonstrando personalidade, o defensor logo assumiu a posição de titular e marcou época junto de um time recheado de estrelas, período chamado de Era Parmalat, por conta da força financeira que o patrocinador proporcionou ao clube.

Durante os cinco anos em que defendeu o Alviverde – saiu em 2000 para o Parma, da Itália –, Júnior conquistou o Campeonato Paulista de 1996, a Mercosul e a Copa do Brasil de 1998, a Libertadores de 1999 e o Torneio Rio-São Paulo de 2000. Nesse período, quatro temporadas foram sob o comando de Luiz Felipe Scolari.

Com propriedade, o ex-lateral exaltou o trabalho do treinador em sua terceira passagem pelo clube palestrino. “É incontestável. Vem desde o ano passado, foi campeão brasileiro fazendo uma campanha excepcional e está voltando de novo a fazer uma boa campanha”, disse, elucidando que a casa de Felipão é o Alviverde.

“Um treinador vencedor, a casa dele é o Palmeiras, é onde ele se sente bem, as pessoas o tratam muito bem. Ele merece tudo de bom porque, além de ser um treinador vencedor, é uma excelente pessoa”, completou.

Com 25 pontos conquistados, cinco a mais que o vice-líder Santos, o Palmeiras é dono da ponta do Campeonato Brasileiro. O grande adversário, apostado por Júnior, no entanto, é o Flamengo, que tem 17 pontos no momento. “Eu estava apostando no São Paulo, no Flamengo, no Cruzeiro, no Grêmio. Agora o que eu vejo que quem está mais parecido com o Palmeiras é o Flamengo”, finalizou.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Mais Esportes