Conteúdo por Gazeta Esportiva

Campello explica encontro com Bolsonaro

A presença de Alexandre Campello em um encontro com o presidente Jair Bolsonaro rendeu muitas críticas ao Vasco. No entanto, o mandatário cruzmaltino fez questão de explicar as razões para ter ido a Brasília falar sobre a retomadas dos treinos presenciais.

Campello enfatizou que não pretende retornar aos treinos em São Januário antes da liberação das autoridade e respondeu as críticas do ex-presidente alvinegro Carlos Augusto Montenegro.

Presidente do Vasco Alexandre Campello

“Tenho visto uma polarização política em relação a isso. Na verdade, estamos conversando com há muito tempo, não só com o presidente Bolsonaro. Temos participado de reuniões sobre o assunto. Aliás, não vi o senhor Montenegro em nenhuma delas, não sabe o que foi falado. Nós conversamos com o prefeito Crivella, com o comitê científico da prefeitura. Fizemos videoconferência com vários médicos para criarmos um protocolo para a voltar ao futebol. Quando eu falo em voltar é aos treinos. Ninguém está pensando em voltar com os campeonato neste momento”, disse ao Sportv.

O presidente vascaíno também rechaçou a possibilidade do Campeonato Carioca ser retomado em Brasília, como foi sugerido por Bolsonaro. Alexandre Campello negou a chance do elenco treinar na capital federal caso não haja liberação no Rio.

“Em momento algum nós discutimos a ida para Brasília. Não pensamos em levar os treinos para Brasília. Os atletas seguem em suas residências. O que a gente quer é desenvolver estes aspectos para quando for retornar aos trabalhos podermos realizar tudo com total segurança”, declarou.

O Vasco segue com o treinos virtuais enquanto não existe a liberação por parte das autoridades cariocas. Mesmo assim, o clube segue com a postura de buscar se preparar para a retomada das atividades.

Mais conteúdo sobre

Futebol