Conteúdo por Gazeta Esportiva

Carille mantém cautela com Gil e revela pedido por mais dois reforços “agudos”

Atualizado

O tema Gil segue tomando conta da rotina e do noticiário do Corinthians durante o período de intertemporada. Nesta sexta-feira, quem comentou sobre a possível chegada do zagueiro foi Fábio Carille, que diferentemente de boa parte da torcida Alvinegra, decidiu adotar cautela quanto a iminência da contratação. Apesar da existência do acordo com o clube, o treinador ponderou a necessidade de liberação do clube chinês.

Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira no Centro de Treinamentos Joaquim Grava, Carille evitou cravar a efetivação da contratação do defensor. Ao mesmo tempo, reiterou o que disse o diretor financeiro do Timão, Matias Romano Ávila, que confirmou o acerto entre jogador e clube, revelou pendências a serem acertadas com o Shandong Luneng, da China, pela liberação em definitivo.

“Gil não está certo. Há uma distância grande entre um acordo verbal com o Corinthians e a liberação da China. Falei com ele 31 minutos e pela primeira vez falei sobre isso (contratação), voltei a falar com ele hoje e perguntei. Precisa da assinatura de documentos na China, então não vamos contar que está certo, porque não está”, disse Carille sobre o zagueiro, que atuou nos 25 jogos de sua atual equipe na temporada.

O mercado também foi um assunto comentado pelo treinador Alvinegro, que revelou o desejo de contar com novos jogadores para a segunda metade da temporada. De acordo com Carille, a busca do clube é por dois reforços que atuem pelo lado do campo e sejam “agudos”. Porém, admitiu que não há negociações e que qualquer acerto segue distante. “Quero dois jogadores, principalmente pela direita, que sejam mais agudos. Eu quero, mas isso está longe”, comentou.

As peças de lado de campo, no entanto, não são o único desejo do treinador. A busca também é por mais uma “cereja”. “Falei em uma entrevista que a gente tem um bom time, mas falta umas três cerejas para que seja diferenciado. São características, jogadores que buscam o gol e te dão mais gols. Nosso time não é de buscar gol, por mais que eu treine. Torcedor tem que entender as dificuldades financeiras do clube, não está fácil achar jogador assim”, finalizou.

Nesta sexta-feira, o elenco do Corinthians ainda almoça no Centro de Treinamentos Joaquim Grava antes de embarcar, de ônibus, para Ribeirão Preto. Visando o retorno das competições, o time comandado por Fábio Carille ainda terá jogos amistosos frente ao Vila Nova e ao Londrina.

Mais conteúdo sobre

Futebol