Conteúdo por Gazeta Esportiva

Cássio explica lance do gol sofrido pelo Corinthians e critica árbitro

O Corinthians foi eliminado da Copa Libertadores da América por causa do gol sofrido na Arena de Itaquera. No lance, Cássio chegou a tocar na bola, mas não evitou o tento de Fernando Fernández, em cobrança de falta.

“Fiquei parado, não me mexi. Lógico que a probabilidade de você defender uma bola no canto do goleiro é mais fácil, mas eu não me mexi, não sai antes, e confesso que quando toquei na bola, achei que tinha tirado a bola. Uma bola forte. Não estou dando desculpas, não posso tirar o mérito do cara”, disse o capitão do Corinthians.

Sobre a arbitragem de Nestor Pitana, Cássio foi outro que tentou evitar, mas não conseguiu disfarçar a irritação com a atuação do árbitro argentino.

“Ele picou muito o jogo, amarelou nosso time cedo, quando você precisa do resultado, você se expõe mais, e é falta, demora, o goleiro bastante tempo com a bola, e uma coisa é em tiro de meta, mas com a bola na mão… Fico surpreso, porque é um árbitro de nível de Copa do Mundo, mas agora já foi, não adianta ficar falando”, afirmou, antes de lembrar que no Paraguai o gol do Guaraní também se originou de um erro da arbitragem, que não assinou falta clara sofrida por Mauro Boselli.

“Atrapalha, ainda mais em mata-mata, onde não pode errar muito, e esse tipo de situação claramente afetou, porque foram dois gols que nós tomamos, e a maioria das vezes o árbitro enche o time de cartão aqui, mas não adianta ficar falando”.

Apesar da experiência e da serenidade na entrevista, Cássio revelou abatimento com a queda do Corinthians.

“Eu não estava preparado para eliminação, de tão foco e confiança que estávamos. Fizemos um grande jogo, merecíamos a classificação, mas não veio. É difícil, você fica chateado, frustrado, mas as coisas não vão voltar. É continuar trabalhando”, concluiu.

Futebol