Chapecoense perde mais uma para o Corinthians, desta vez no Brasileirão

Atualizado

O Corinthians jogou bola somente nos dez minutos iniciais do segundo tempo. Mas foi o suficiente para vencer a Chapecoense por 1 a 0 nesta quarta-feira, na arena em Itaquera, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Depois de uma derrota na estreia para o Bahia, fora de casa, o time alvinegro conseguiu somar os primeiros pontos na competição.

O jogador Janderson do Corinthians durante a partida entre Corinthians SP e Chapecoense SC – NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO/ND

O problema é que a equipe fez uma fraca apresentação. A etapa inicial foi de dar sono aos pouco mais 30 mil torcedores pagantes. O técnico Fábio Carille, então, colocou Vagner Love na vaga de Ramiro. O time voltou ligado e garantiu a vitória com gol do jovem lateral Carlos Augusto, o primeiro dele com a camisa alvinegra.

O Corinthians volta a campo no sábado, contra o Vasco, na Arena Amazônia, pela terceira rodada do Brasileirão. A Chapecoense, no domingo, receberá o Athletico-PR.

Nesta quarta, Carille repetiu a escalação da estreia, mas as dificuldades foram semelhantes. O time se mostrou mais uma vez pouco criativo e enfrentou dificuldades para furar a retranca do adversário. A Chapecoense marcava atrás do meio de campo.

Clayson errou os primeiros três passes que tentou dar. A saída foi arriscar pela direita. Aos 17, Fagner cruzou e Boselli, em impedimento, desviou para defesa de Tiepo. Ramiro também aparecia para triangular no setor e arriscou um chute por cima da meta adversária.

A Chapecoense se segurava no campo defensivo e, aos poucos, passou a se arriscar um pouco. Regis, em dois chutes, levou perigo ao gol de Cássio. Mas foi só também. As equipes desceram para o intervalo com uma apresentação sonolenta.

Insatisfeito com a equipe, Carille arriscou com Love. A marcação também foi adiantada. O Corinthians pareceu enfim ter acordado para a partida e passou a pressionar o adversário. O gol não demorou a sair.

Aos 9, Clayson arriscou de fora da área, a bola desviou e Tiepo defendeu com os pés. Carlos Augusto aproveitou a sobra e mandou de cabeça para as redes. A comemoração foi comedida, pois era preciso aguardar a confirmação do VAR. Mas o lateral estava em posição legal e marcou seu primeiro gol com a camisa alvinegra após 16 jogos.

À frente do placar, o Corinthians diminuiu o ritmo e passou a dar campo para a Chapecoense jogar. O time adversário, no entanto, demonstrava imensa dificuldade técnica para assustar Cássio. Carille aproveitou para promover a estreia no profissional do atacante Janderson, que substituiu Pedrinho, mas nada mudou, o 1 a 0 parecia estar de bom tamanho.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 1 x 0 CHAPECOENSE

CORINTHIANS – Cássio; Fagner, Manoel, Pedro Henrique e Carlos Augusto; Ralf, Ramiro (Vagner Love) e Sornoza; Pedrinho (Janderson), Boselli e Clayson (Mateus Vital). Técnico: Fábio Carille.

CHAPECOENSE – Tiepo; Eduardo (Perotti), Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Tharlis (Aylon) e Gustavo Campanharo; Alan Ruschel (Renato), Regis e Everaldo. Técnico: Ney Franco.

GOL – Carlos Augusto, aos nove minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Manoel e Vagner Love(Corinthians); Aylon (Chapecoense).

ÁRBITRO – Ricardo Marques Ribeiro.

RENDA – R$ 1.551.364,50.

PÚBLICO – 30.442 pagantes.

LOCAL – Arena Corinthians, em São Paulo.

Futebol