Conteúdo por Gazeta Esportiva

Chegada de Daniel Alves torna time do São Paulo ainda mais versátil

O técnico Cuca não esconde a preferência por atletas que possam atuar em mais de uma posição. O comandante tricolor crê que a versatilidade é fundamental para que ele possa mudar o esquema de sua equipe sem a necessidade de fazer substituições, e a chegada de Daniel Alves aumenta ainda mais o leque de opções do treinador em busca da formação ideal.

Embora tenha se consolidado mundialmente como lateral-direito, Daniel Alves oferece a Cuca muitas outras possibilidades dentro de campo. De fato, o jogador chega para suprir a antiga carência do São Paulo na ala, mas também pode atuar mais avançado, na linha de ataque, ou até mesmo mais por dentro, no meio-campo.

Na última temporada europeia, sob o comando do técnico Thomas Tuchel no Paris Saint-Germain, Daniel Alves atuou diversas vezes mais avançando, como uma espécie de ponta direita, posição que hoje pertence a Antony no São Paulo. A dobradinha entre os dois jogadores pelo lado direito do time tricolor, inclusive, é projetada pela torcida como um dos pontos mais fortes da equipe de Cuca.

A princípio, Daniel Alves chega praticamente sem concorrência para a lateral-direita, setor que tinha apenas Igor Vinícius como opção. Caso Cuca opte por usar o “Good Crazy” mais avançado, ele passaria a concorrer com Antony. Se for para o meio, Tchê Tchê e Liziero entram na disputa.

Vale lembrar que o São Paulo conta com outros vários atletas com capacidade para atuar em mais de uma função. Nesta temporada, Hudson, que é volante de origem, foi improvisado por um longo período na lateral-direita. Everton pode jogar tanto como ponta quanto pelo meio, inclusive como volante. Antony é outro atleta que se acostumou a atuar mais centralizado na base, como armador, mas acabou deslocado para a ponta direita no profissional.

Mas, a lista não para por aí. Alexandre Pato, hoje como ponta esquerda, atuou nas primeiras nove rodadas do Brasileirão improvisado como centroavante e ate mesmo como meia. Toró foi outro atleta que se adaptou às exigências de Cuca, se alternando entre a ponta esquerda e o papel de “falso 9”.

Fato é que Cuca vai ter bastante tempo para pensar nas diversas alternativas que possui para o time do São Paulo. Como a equipe não entra em ação neste fim de semana pelo fato de o Athletico-PR estar no Japão disputando a Copa Suruga, o comandante tricolor vem aproveitando as duas semanas livres para afinar o elenco e chegar à uma conclusão de como irá encaixar Daniel Alves no Tricolor.

Mais conteúdo sobre

Futebol