Conteúdo por Gazeta Esportiva

Clubes de SP se mobilizam em campanha por mais mulheres no estádio

A Federação Paulista de Futebol (FPF) lançou, nesta terça-feira, a campanha #ElasnoEstádio, que visa incentivar a presença feminina nas arquibancadas do futebol paulista. Logo após o lançamento, Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo também se mobilizaram pela causa através de suas redes sociais.

Corinthians e Palmeiras foram mais discretos em suas publicações, mas não deixaram de ressaltar a importância da campanha. Ambos citam a pesquisa do Datafolha, que aponta que apenas 14% do público que frequenta os estádios no Campeonato Paulista é formado por mulheres.

Na coletiva exclusiva para o público feminino na sede da Federação Paulista, Aline Pellegrino ressaltou a dedicação de todos os clubes da elite paulista em abraçar a campanha.

“Os clubes compraram a ideia, estão juntos com a Federação. Vai ter atendimento dentro do estádio e tem os canais. É uma ação conjunta, da Federação com os clubes, e vamos estar trabalhar para melhorar. A gente vai precisar de mudanças a longo prazo, então não vai acabar aqui. A ideia é que a mulher esteja envolvida nas ações sociais dos clubes ao longo dos próximo campeonatos”, enfatizou.

O Santos, além de citar os números e os objetivos da campanha, ainda registrou a presença do “Bancada da Sereias”, um coletivo de torcedoras do Peixe, que foi convidado para o lançamento do #ElasnoEstádio. O Alvinegro Praiano ainda oferece 50% de desconto para as mulheres em qualquer plano do seu programa de sócio torcedor.

O São Paulo foi outro clube a destacar o baixo número de mulheres no estádio e, assim como o movimento da FPF, tentou buscar os motivos que afastam as torcedoras do estádio. Em suas redes sociais, o Tricolor realizou uma enquete pra buscar aperfeiçoar a resposta. O clube ainda ressaltou que, desde 2018, oferece atendimento especial para as mulheres, possibilitando que elas relatem casos de assédio, ofensas e violência no estádio.

A campanha da FPF, que foi apresentada pela diretora de futebol feminino, Aline Pellegrino, pretende colocar em prática três iniciativas já neste Campeonato Paulista:

– Atendimento especial às mulheres nos estádios, para que possam relatar assédio, ofensas e violência. Nos jogos na capital, haverá, preferencialmente, delegadas para atender o público feminino

– Abertura de canal de comunicação exclusivo para mulheres darem sugestões, criticarem ou até mesmo denunciarem crimes ou ofensas: elasnoestadio@fpf.org.br;

– Incentivo a coletivos e grupos femininos para que possam ir juntas aos estádios

Futebol