Conteúdo por Gazeta Esportiva

Colômbia neutraliza Messi e estreia vencendo a Argentina em Salvador

A seleção colombiana estreou na Copa América com o pé direito neste sábado. Enfrentando a Argentina na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela primeira rodada do Grupo B, James Rodríguez, Falcao e companhia não fizeram um jogo de saltar os olhos, mas neutralizaram Messi e conseguiram sair de campo com a vitória por 2 a 0, graças aos gols de Roger Martínez e Zapata, ambos no segundo tempo.

Contando com um bom público no estádio baiano, as duas equipes fizeram um primeiro tempo bastante monótono. Na etapa complementar, a Argentina voltou a campo mais agressiva e até esteve próxima de chegar às redes, entretanto, quando menos esperavam, a Colômbia foi certeira para não só fazer 1 a 0, mas também marcar o segundo gol já nos últimos minutos para matar a partida.

Agora, a Argentina terá de correr atrás do prejuízo na próxima quarta-feira, contra o Paraguai, às 21h30 (de Brasília), no Mineirão. No mesmo dia, mas as 18h30, a Colômbia encara o Catar no estádio do Morumbi.

O jogo – A partida em Salvador começou agitada. Logo aos quatro minutos James Rodríguez chapelou Otamendi e levantou as arquibancadas da Arena Fonte Nova. Dois minutos depois, Aguero recebeu lançamento de trivela de Messi, mas viu Ospina chegou primeiro. O problema é que o goleiro colombiano, na tentativa de afastar o perigo com uma espécie de voleio, não pegou em cheio na bola. Logo em seguida, Aguero ainda dividiu com a zaga adversária, mas novamente não levou a melhor.

A Colômbia respondeu aos 15 minutos com Roger Martínez. O atacante chegou finalizando dentro da área após Falcao receber cruzamento de Cuadrado, fazer o pivô e ajeitar para seu companheiro bater, porém, o arremate contou com desvio da zaga argentina e foi para a linha de fundo.

A partir daí, o jogo passou a ficar bastante monótono, sem chances reais de gol. Sem dar muitos espaços, as defesas iam prevalecendo sobre os ataques. Antes do apito final, houve apenas uma oportunidade de a torcida ver a bola nas redes. Aos 29, Armani saiu jogando com Otamendi, entretanto, o zagueiro argentino se enrolou todo dentro da área e perdeu a bola para Falcao, que tocou para James Rodríguez, mas Paredes chegou antes para dar fim à lambança.

Segundo tempo

A conversa que o técnico Lionel Scaloni teve com o elenco surtiu efeito, e a Argentina voltou para a etapa complementar bem mais agressiva. Logo no primeiro minuto Paredes arriscou um chute de fora da área que passou a centímetros da trave. Depois, aos 13, o mesmo Paredes aproveitou a sobra de uma jogada de ataque para chegar soltando uma bomba de primeira, forçando boa defesa de Ospina.

Já aos 20 minutos foi a vez de Otamendi exigir intervenção do goleiro colombiano. Aguero fez o cruzamento pela esquerda, e o zagueiro argentino cabeceou firme, para baixo, mas viu o rival espalmar. No rebote, Messi, também de cabeça, tentou colocar no cantinho, mas mandou para fora.

Mas, quando tudo apontava para um possível gol da Argentina, a Colômbia foi certeira. Aos 25 minutos, Roger Martínez recebeu lançamento de James Rodríguez, se livrou da marcação de Saravia levando para o meio e bateu forte, cruzado, sem chances para Armani.

Não satisfeita, a seleção colombiana ainda teve tempo para balançar as redes novamente, aos 40 minutos, com Zapata, que recebeu cruzamento rasteiro de Tesillo pela esquerda e precisou apenas completar para o fundo do gol, de carrinho, para matar o jogo.

FICHA TÉCNICA

ARGENTINA 0 X 2 COLÔMBIA

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Data: 15 de junho de 2019, sábado

Horário: 19h (de Brasília)

Árbitro: Roberto Tobar (CHI)

Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Claudio Rios (CHI)

VAR: Julio Bascuñan (CHI)

Público presente: 35.572 pessoas

Renda: R$ 9.259.710,00

Gols: Roger Martínez, aos 25 do 2ºT, e Zapata, aos 40 do 2ºT (Colômbia)

Cartões amarelos: Rodríguez, Paredes e Saravia (Argentina); Falcao, Cuadrado, Lerma e Zapata (Colômbia)

ARGENTINA: Armani; Saravia, Otamendi, Pezzella e Tagliafico; Rodríguez (Pizarro), Paredes, Messi e Lo Celso; Aguero (Matías Suárez) e Di Maria (De Paul)

Técnico: Lionel Scaloni

COLÔMBIA: Ospina; Medina, Davinson Sánchez, Mina e Tesillo; Barrios, Uribe e Cuadrado (Lerma); James Rodríguez, Falcao (Zapata) e Muriel (Martínez)

Técnico: Carlos Queiroz

Copa América