Com 21 derrotas e pendurado na matemática, Avaí terá final melancólico

Atualizado

Depois da 21ª derrota na Série A, o Avaí segue pendurado apenas pela matemática para não ser efetivamente rebaixado à Segundona. Com uma campanha pífia até aqui, o Leão da Ilha tem seis jogos pela frente e, consequentemente, 18 pontos em disputa, mesmo número que o distancia do Cruzeiro, primeiro time fora do Z4.

Gabriel, em lance com Vinícius Araújo, em Botafogo x Avaí – Foto: Vitor Silva/Botafogo/ND

Caso o time faça o que não fez até aqui e triunfe em todas as partidas, iguala os 35 pontos do Cruzeiro, o primeiro time fora do Z4. Teria que, paralelo a isso, torcer para que os demais concorrentes não pontuem na tabela.

Ficha técnica

O Avaí tem 17 pontos na tabela com apenas três vitórias e somente 16 gols marcados. O time ainda ostenta a condição de pior defesa com 51 gols sofridos.

“Vamos jogar pela honra e pela camiseta do Avaí, não interessa se tem chance ou não”, prometeu o atacante Gabriel Lima, ao final da partida, em entrevista concedida à TV.

Mais desfalques para a próxima rodada

O técnico Evando, até aqui, comandou o time em oito jogos – oito derrotas – e usou oito times diferentes. Para o próximo duelo, contra o Cruzeiro, no dia 18, o comandante não poderá contar com o meia João Paulo que, após dois cartões amarelos em menos de dois minutos, foi expulso.

Outro atleta que dificilmente estará em campo é o zagueiro e capitão Betão que, ao tentar arrancar em um lance, levou a mão na perna direita e imediatamente foi retirado do jogo.

Pelo outro lado o lateral Léo volta ao time, assim como Richard Franco, ambos após cumprirem suspensão.

Futebol