Conteúdo por Gazeta Esportiva

Com Diniz, São Paulo cresce nos 45 minutos finais das partidas

Fernando Diniz está há pouco tempo no São Paulo, mas já deixa impressões positivas pelo bom futebol apresentado e os resultados alcançados. No entanto, a grande dificuldade do treinador tem sido ajustar o ataque do Tricolor, o pior dentre os dez primeiros colocados do Campeonato Brasileiro.

Além de ser um ataque com pouco poder de fogo, o setor ofensivo do São Paulo tem se comportado de maneira irregular sob o comando de Diniz. Isso porque o time do Morumbi tem apresentado maior volume de jogo e marcado mais gols na segunda etapa em comparação aos 45 minutos iniciais.

Cinco dos seis gols marcados pelo São Paulo de Diniz foram marcados no 2º tempo (Foto: Paulo Pinto/SPFC)

Até o momento, Diniz já comandou o Tricolor em sete partidas, sendo quatro vitórias, dois empates e uma derrota. Nesses jogos, o time marcou seis gols e foi vazado duas vezes. O detalhe curioso é que cinco desses tentos foram marcados no segundo tempo das partidas.

Na primeira vitória do Tricolor treinado por Diniz, a equipe abriu o placar no primeiro tempo contra o Fortaleza, no Pacaembu, mas viu os visitantes deixaram tudo igual antes do intervalo. O triunfo foi garantido apenas no final da partida, quando Igor Gomes marcou o segundo. Na sequência, o São Paulo derrotou o Corinthians com um gol marcado por Reinaldo, de pênalti, aos 21 minutos da etapa complementar.

Nas duas vitórias consecutivas do Tricolor no Morumbi, os triunfos também vieram com gols no segundo tempo. Contra o Avaí, o São Paulo venceu pelo placar mínimo, com gol de Arboleda, aos seis minutos da etapa final. Em seguida, a equipe comandada por Diniz derrotou o Atlético-MG por 2 a 0, com tentos de Igor Gomes e Vitor Bueno, ambos no segundo tempo.

No momento, o São Paulo está na quarta colocação do Campeonato Brasileiro, com 49 pontos somados. Nesta quarta-feira, o Tricolor enfrenta o Palmeiras, no Allianz Parque, às 19h30. Na sequência, o time terá pela frente a Chapecoense, no sábado, às 21h, em Chapecó.

Futebol