Conteúdo por Gazeta Esportiva

Com dois de João Félix, Atlético de Madrid vence Juventus em amistoso

A International Champions Cup já tinha campeão, o Benfica, mas exatamente às 13h06 (de Brasília) deste sábado, a bola rolou para o último jogo do torneio amistoso, uma rivalidade aguçada nas oitavas de final da última Liga dos Campeões: Atlético de Madrid e Juventus se enfrentaram no Friends Arena, em Solna, na Suécia, e a equipe espanhola levou a melhor pelo placar de 2 a 1, com dois gols de João Félix. Khedira descontou.

O Atleti está embalado nesta pré-temporada: são agora cinco vitórias, uma delas a histórica goleada em cima do rival Real Madrid, por 7 a 3. Já a Juve dá adeus aos amistosos sem ter vencido: foram dois empates e uma derrota, para o Tottenham.

Esse foi o último teste das equipes comandadas por Diego Simeone e Maurizio Sarri antes do início de suas respectivas campanhas na Espanha e na Itália. Pelo lado do Atleti, o próximo compromisso será no domingo, dia 18, contra o Getafe, às 17h (de Brasília), pela La Liga, enquanto a Juve estreia no Calcio diante do Parma, dia 24, fora de casa.

A Copa dos Campeões Internacionais é um famoso torneio amistoso de futebol disputado por 12 equipes europeis, sendo nesta edição três da Premier League (Arsenal, Manchester United e Tottenham), dois da La liga (Atlético de Madrid e Real Madrid), quatro da Itália (Internazionale, Juventus, Milan e Fiorentina), um da Bundesliga (Bayern de Munique), um da Liga MX (Chivas Guadalajara) e um do Campeonato Português (Benfica).

O jogo – Com Alex Sandro e Douglas Costa entre os titulares, a Juventus começou pressionando, com lances de Chiellini, Cristiano Ronaldo e Pjanic, mas foi o Atleti quem abriu o marcador com João Félix, recém-contratado pela equipe, aos 23 minutos.

O empate veio com Khedira pouco tempo depois. O jogo seguiu movimentado. Aos 32, João Félix novamente deixou o Atlético na frente após lançamento de Lemar, então as equipes foram com 2 a 1 para os vestiários.

No retorno, mudanças de ambos os lados, mas nada alterado no placar. A Juve seguiu pressionando, com direito a duas bolas na trave (Douglas Costa e Rabiot), além de uma quase cobertura de Dybala, mas o resultado permaneceu inalterado.

Futebol