Conteúdo por Gazeta Esportiva

Com Felipão, ida do Palmeiras aos EUA teve briga e goleada em 1997

Com tesoura na mão direita, José Belmiro é contido por Zinho (Imagem: Reprodução/TV Bandeirantes)

Confirmado na próxima edição da Copa Flórida, o Palmeiras voltará a jogar nos Estados Unidos em 2020. Em 1997, a excursão do time então comandado por Luiz Felipe Scolari ao país norte-americano teve briga campal e derrota por goleada, além da reestreia do ídolo Zinho.

No primeiro jogo da passagem pelos Estados Unidos, o Palmeiras ganhou por 1 a 0 do New England Revolution. De volta ao clube alviverde após passar pelo Yokohama Flugels, Zinho participou da partida disputada em Boston e deu o passe para Euller marcar o gol da vitória.

Em seguida, o Palmeiras estreou na Copa Reebok com empate por 2 a 2 contra o Junior Barranquilla, em Miami. No segundo tempo, após entrada dura de Pimentel, houve confronto entre integrantes dos dois times e o massagista José Belmiro chegou a sacar uma tesoura durante a confusão. Felipão e o técnico Julio Cesar Uribe acabaram expulsos.

No segundo e último jogo da Copa Reebok, o Palmeiras perdeu por 4 a 1 do mexicano Necaxa, em Chicago. Para completar a passagem turbulenta pelos Estados Unidos, o hotel em que a delegação estava hospedada foi assaltado, incluindo os quartos de jogadores e membros da comissão técnica.

“Mais do que lamentável, a excursão foi desastrosa para o Palmeiras em todos os aspectos. Não tenho lembrança de algo parecido na história do clube”, esbravejou o então presidente Mustafá Contursi em declarações reproduzidas pelo jornal A Gazeta Esportiva.

As imagens do massagista José Belmiro com a tesoura repercutiram negativamente e o profissional tentou se explicar no desembarque em Cumbica. “Fizeram um carnaval. Mostrei a tesoura brincando. Briga de futebol é assim mesmo”, disse o funcionário, chamado de “Mãos de Tesoura” pelo jornal A Gazeta Esportiva.

“Ele procurou se defender”, afirmou Felipão sobre o massagista, ameaçado de demissão. Apesar da excursão decepcionante, o Palmeiras foi vice-campeão brasileiro em 1997. Mais de 22 anos depois, na Copa Flórida, o veterano técnico gaúcho terá uma chance de liderar uma visita pacífica do clube alviverde aos Estados Unidos.

Mais conteúdo sobre

Futebol