Com pior campanha da história dos pontos corridos, Avaí acumula recordes negativos

Atualizado

A Série A do Campeonato Brasileiro é disputada no sistema de pontos corridos desde o ano de 2003, e no formato atual, com 20 equipes, desde 2006. Desde então, muitas campanhas ficaram marcadas como muito ruins, a exemplo do América-RN, em 2007, o Grêmio Barueri, em 2010, ou o Paraná em 2018. Entretanto, nenhuma dessas campanhas teve um início tão ruim como essa do Avaí.

Atacante Bruno Sávio em partida do Leão contra o Botafogo – Frederico Tadeu/Avaí F.C.

Com 1/3 do campeonato disputado, o Leão da Ilha é a equipe com o pior aproveitamento da história dos pontos corridos, e também a única que não venceu após 13 partidas disputadas. O recorde, até então, pertencia ao Ceará. Em 2018, o Vovô levou 13 rodadas para finalmente triunfar, quando venceu o Sport pelo placar de 1 a 0.

Na atual edição do campeonato o Avaí já trocou de técnico. Geninho foi substituído por Alberto Valentim durante a parada para a Copa América. Mas, a mudança não surtiu o efeito desejado por diretoria e torcedores. Em quatro partidas sob o comando de Valentim, o Leão empatou um jogo e sofreu três derrotas. Somando os quatro empates e cinco derrotas sob as ordens de Geninho, a equipe conquistou apenas cinco pontos em 13 partidas, um aproveitamento de apenas 12,8%.

O que serve de alento (e também esperança) para o torcedor avaiano é o próprio Ceará de 2018, antigo detentor do recorde de mais partidas necessárias para a primeira vitória na Série A. Depois de triunfar apenas na 13ª rodada do campeonato do último ano, o Ceará embalou sob o comando de Lisca Doido, se livrou do rebaixamento e terminou a competição na 15ª colocação.

Futebol