Conteúdo por Gazeta Esportiva

Com recorde de público, Inter vence Nacional e avança na Libertadores

Atualizado

O Internacional derrotou nesta quarta-feira o Nacional, do Uruguai por 1 a 0 pela segunda partida das oitavas de final da Libertadores da América. Sem sustos, o Colorado soube conter os uruguaios e assim chegou a próxima fase da competição. Os gols foram marcados por Rodrigo Moledo e Paolo Guerrero.

De quebra, o jogo registrou o maior público da nova era do seu estádio pós Copa do Mundo de 2014. Por outro lado, D´Alessandro fez o jogo de número 454 se tornando o quarto atleta com mais partidas na história do clube.

Nas quartas de final, o Internacional enfrenta o vencedor do confronto entre Flamengo e Emelec-EQU. As datas desta fase da competição estão marcadas para os dias 21 e 28 de agosto. Pelo Brasileiro, o Colorado visita neste sábado o Fluminense, às 19h (horário de Brasília), no Maracanã.

O Jogo – Muito truncado o começo de partida e de muita marcação de ambos os times. Empurrado pelo seu torcedor, os donos da casa começam a se mandar para o ataque. Aos 09, Uendel acionou Nico López que chutou. O ar   queiro uruguaio evitou o gol vermelho.

Na bola parada o Colorado chegou ao seu primeiro gol. Aos 16, D´Alessandro cobrou escanteio na cabeça de Rodrigo Moledo que sem marcação estufou as redes de Mejía. O defensor completou hoje 150 partidas com a camiseta vermelha. Esse tento foi de número 300 do novo Beira-Rio.

Que chance os mandantes perderam de ampliar o placar. Aos 33, Patrick recebeu de Lindoso na área e chutou, mas mandou em cima de Meíja. Dois minutos depois, Cuesta lançou Nico, que chutou, mas o goleiro do Nacional operou mais um milagre. Já os visitantes apelam para a bola parada, mas os defensores colorados controlam bem as investidas.

A etapa inicial foi domínio do Internacional que desperdiçou ótimas oportunidades de estar vencendo por um placar mais dilatado. Rodrigo Moledo, Bruno, Edenílson, Patrick e Nico López foram os destaques com boa atuação. Nos acréscimos, aos 46, após troca de passes, Edenílson encontrou Nico que mandou para o fundo da rede. Mas na checagem do VAR o gol foi anulado.

Foto: Ricardo Duarte/SCI

Na tentativa de reverter a desvantagem, os uruguaios se lançam para o ataque no início do segundo tempo. Por sua vez o Inter recuou as suas linhas e procurou especular jogadas de contra-ataque.

Sem qualidade no setor do meio-campo, o Nacional insistiu em levantamentos para área. Aos 13, Nico inverteu para D´Alessandro, que chutou para fora. Aos 15, Nico cruzou da esquerda na cabeça de Guerrero, que mandou longe do gol. Após os 10 minutos da etapa final, os vermelhos retomam o controle da partida.

Permanece o jejum do atacante Nico López sem fazer gols desde abril que foi substituído por Rafael Sobis.  Aos 17, D´Alessandro tocou para Guerrero, que soltou a bomba. Mejía pegou mais uma. Do meio para frente, o ataque do Internacional precisa caprichar no último lance. Aos 24, Rodrigo Lindoso, lesionado, acabou saindo para a entrada de Nonato.

D´Alessandro tocou para Nonato, aos 26, que entortou Felipe Carvalho e chutou. A bola tirou tinta do gol de Mejía. Foi batido o recorde público no Beira-Rio que contou com a presença de 48.530 torcedores. Aos 34, Sobis recebeu dentro da área e chutou cruzado. A bola passou perto da meta do arqueiro uruguaio.

Controlando as iniciativas, o Internacional não permitiu uma reação do Nacional. O sistema defensivo vermelho foi impecável e o goleiro Marcelo Lomba fez apenas intervenções. Na reta final os jogadores colorados tocaram a bola de um lado para outro e garantiram vaga nas quartas de final do torneio. Ainda deu tempo, aos 48, Rafael Sobis lançou Paolo Guerrero que fuzilou a meta uruguaia.

Cerro vira e elimina San Lorenzo

Após empate por 0 a 0 na Argentina, o Cerro Porteño recebeu o San Lorenzo precisando de uma vitória simples para avançar às quartas. Os paraguaios, porém, saíram atrás do marcador após Bareiro converter cobrança de pênalti para os argentinos na primeira etapa. No segundo tempo, os mandantes igualaram o placar em mais uma penalidade, convertida por Larrivey. Minutos depois, Ruiz virou o placar em cabeçada certeira. O 2 a 1 garantiu o Cerro na próxima fase.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 2X0 NACIONAL

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre-RS

Data:  31 de julho (quarta-feira)

Horário: 19h15min (de Brasília)

Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)

Assistentes: Juan Belatti (ARG) e Maximiliano Del Yesso (ARG)

VAR: German Delfino (ARG)

Renda: R$ 3.085.090,00

Público Total: 48.530

Cartão amarelo: Corujo, Gabriel Neves (Nacional), Bruno, Nonato (Internacional)

Gols: Rodrigo Moledo (Inter), aos 16 minutos do primeiro tempo e Paolo Guerrero (Inter), aos 48 minutos do segundo tempo.

Internacional: Marcelo Lomba, Bruno, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel, Rodrigo Lindoso (Nonato), Edenílson, D´Alessandro (Wellington Silva) e Patrick, Nico López (Rafael Sobis) e Paolo Guerrero.

Técnico: Odair Hellmann

Nacional-URU: Mejía; Rafael Garcia, Cotugno, Corujo, Felipe Carvalho e Viña, Rafael Garcia, Gabriel Neves, Zunino (Sebastián Fernández) e Lorenzetti (Barrientos), Kevin Ramírez (Chory Castro) e Bergessio.

Técnico: Álvaro Gutiérrez

Futebol