Com Vinícius Eutrópio liberado para a reestreia, Figueirense desembarca em Curitiba-PR

Atualizado

Saiu no BID. Vinícius Eutrópio teve o seu nome publicado no boletim da CBF e está liberado para comandar o Figueirense neste sábado, às 16h30, no estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR), contra o Coritiba.

Há oito dias no comando técnico do alvinegro, o profissional vai poder reestrear com o uniforme alvinegro já que, no empate em 0 a 0 contra o Vila Nova, em Goiânia (GO), teve que assistir das cabines.

Vinícius Eutrópio teve seu nome publicado no boletim da CBF – BID CBF/reprodução

O Figueirense viajou para a capital paranaense no início da tarde desta quinta e realiza seu último treino na manhã desta sexta, as 10h, no CT do Athletico-PR.

Figura mantida

O técnico do Figueirense fechou o treinamento da manhã de quinta, antes do embarque do grupo para Curitiba. Entre as ausências o lateral-direito Victor Guilherme e o zagueiro/volante Pereira, vetados pelo departamento médico.

Leia mais

Por outro lado o lateral Alemão Teixeira treinou a semana inteira e é opção, ao lado do jovem Kauê. Roberto, outro que está liberado, atuou pelo brasileirão de aspirantes na tarde desta quinta, derrota para o Inter por 4 a 2, no estádio Orlando Scarpelli. Segundo Eutrópio ele está sendo “preparado” para a sequência do Série B.

O jogo no Paraná é válido pela 15ª rodada da Série B e coloca, frente a frente, dois times separados por três pontos na tabela de classificação (23 a 20 para os curitibanos).

Treino do Figueirense, nesta quinta-feira (8), no estádio Orlando Scarpelli – Patrick Floriani/FFC/divulgação

Oito dias depois da chegada de Vinícius Eutrópio, a tendência é que a fotografia da equipe que vem começando não mude muito. Serão trocas pontuais conforme sinalizou Eutrópio, em entrevista coletiva concedida antes do treinamento.

“A semana foi importante também para dar um pouco do meu trabalho, onde eu vou colocando doses homeopáticas, aos poucos, para não ser uma mudança muito drástica de filosofia e de metodologia”, justificou o técnico.

Sobre essas novidades da equipe, Eutrópio ressaltou a “transição” da equipe que pode ser melhorada. Com boa posse de bola, o comandante acredita que, toda vez que é retomada pode ser acelerada rumo ao gol adversário.

“Fizemos várias transições ofensivas para eles entenderem o que a gente quer e o que a gente pode fazer”, alegou o treinador.

O Figueirense deve ir a campo com: Matheus Vidotto; Kauê, Alemão, Ruan Renato e Destro; Zé Antônio, Betinho e Tony; Fellipe Mateus, Rafael Marques e Willian Popp.

Futebol