Conteúdo por Gazeta Esportiva

Comissão técnica definiu presença de jovens no elenco da final da Libertadores

Atualizado

A delegação do Flamengo viajou para o Peru com 31 jogadores, mas no máximo 15 serão utilizados na decisão contra o River Plate, sábado, no Estádio Monumental, em Lima, valendo o caneco da Copa Libertadores. Os 11 titulares e mais os três que podem entrar em caso de substituições no tempo normal, havendo uma alteração extra permitida numa possível prorrogação.

Apesar disso, o técnico Jorge Jesus e os demais membros da comissão técnica optaram por um plantel recheado, contando com jovens das categorias de base. A ideia é fazer com que esses atletas tenham mais experiência.

Nomes como o zagueiro Rafael Santos, que havia sido inscrito na fase de grupos da Copa Libertadores, e o atacante Vitor Gabriel, que vinha trabalhando com o time sub-20, aparecem na relação. A ideia é que todos possam desfrutar do clima da decisão.

Pepê e Reunier, dois dos garotos do elenco no embarque para Lima (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

“É importante que a gente tenha sempre o máximo de boas opções à disposição, com um elenco qualificado e homogêneo”, disse Jorge Jesus.

Viajaram com a delegação do Flamengo os goleiros Diego Alves, César e Gabriel Batista; os laterais Rafinha, Rodinei, João Lucas, Filipe Luís e Renê; os zagueiros Rodrigo Caio, Pablo Marí, Thuler, Rhodolfo, Dantas e Rafael Santos; os volantes Willian Arão, Gerson, Piris da Motta, Vinícius Souza e Hugo Moura; os meias De Arrascaeta, Everton Ribeiro, Reinier, Diego e Pepê; além dos atacantes Gabigol, Bruno Henrique, Vitinho, Berrío, Lincoln, Lucas Silva e Vitor Gabriel.

O time não tem problemas e vai à campo com Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Arrascaeta e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabigol. Nesta sexta-feira acontece o treino de reconhecimento do gramado do Estádio Monumental.

Futebol