Conteúdo por Gazeta Esportiva

Conselho do São Paulo aprova empréstimos e é alvo de protesto

Atualizado

Em reunião realizada na noite desta terça-feira, no Morumbi, o Conselho Deliberativo do São Paulo aprovou, por maioria de votos, a captação de empréstimos feitos a diferentes bancos.

Estiveram presentes no encontro 140 conselheiros, além do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e o diretor-executivo financeiro Elias Albarello, que respondeu a questionamentos e explicou os empréstimos.

O gerente de futebol Alexandre Pássaro também compareceu à reunião, mas seus esclarecimentos ficaram para uma próxima sessão.

Do lado de fora do Morumbi, o clima foi tenso. Um grupo de torcedores da maior organizada do São Paulo, a Independente, protestou contra a diretoria no portão do salão nobre do estádio.

“Se o Conselho aprovar [os empréstimos], olê, olê, olá, o pau vai quebrar”, bradaram os manifestantes. A Polícia Militar, porém, interviu até os torcedores se dispersarem.

O Tricolor não associa os empréstimos ao atraso no pagamento dos direitos de imagens de alguns jogadores, uma vez que os contratos com os bancos são antigos.

Por outro lado, os problemas financeiros obrigaram o clube a liberar Nenê, Jucilei e Bruno Peres para negociar com outras equipes. O São Paulo aposta na arrecadação com a saída de atletas para sanar suas dívidas.

Futebol