Conteúdo por Gazeta Esportiva

Contra o São Paulo, Willian revê sua maior vítima atuando pelo Palmeiras

Líder isolado e invicto há quase um ano no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras voltará a jogar pela competição nacional após a pausa durante a Copa América neste sábado, contra o São Paulo, às 19h (de Brasília), no Morumbi. O duelo deve marcar a segunda partida de Willian desde que o atacante se recuperou de uma cirurgia no joelho.

”Como falei após a partida contra o Inter, estou muito feliz em voltar a jogar e agora só quero olhar pra frente. Somos os líderes do campeonato e já temos um jogo extremamente complicado, contra um rival que sempre nos impõe bastante dificuldade. Sabemos que será uma partida bem difícil e iremos nos dedicar demais para ir em busca de um bom resultado”, afirmou.

Recuperado da lesão no joelho direito, sofrida em novembro de 2018, o camisa 29 voltou a atuar no triunfo por 1 a 0 sobre o Internacional, na última quarta-feira, no Allianz Parque, pela Copa do Brasil, e agora terá pela frente a sua principal vítima pelo Verdão.

Desde que chegou ao clube, Willian enfrentou o São Paulo seis vezes, marcou quatro gols e deu uma assistência. Os primeiros tentos foram no triunfo por 4 a 2, no Brasileirão de 2017, no Allianz Parque. Naquele jogo, ele também deu assistência para Hyoran sacramentar o resultado. As outras duas bolas na rede saíram na vitória por 3 a 1, em 2018, novamente na Arena do Verdão, durante a campanha do decacampeonato nacional, torneio em que ele terminou como o artilheiro do time, com 10 gols.

“Fico feliz com esses dados porque é sempre bom marcar gol, ainda mais contra um rival como o São Paulo, mas os números não entram em campo. Graças a Deus, estou à disposição da comissão técnica e se o professor Felipe achar que eu devo participar do jogo, irei me doar ao máximo para ajudar o time a sair com a vitória”, completou.

Outro dado positivo joga a favor de Willian. Do atual elenco, o camisa 29 é o vice-artilheiro em clássicos, com seis gols, atrás apenas de Dudu, que já balançou as redes dos principais rivais nove vezes. Sua presença entre os titular é improvável neste sábado, mas a tendência é que o atleta participe de ao menos parte do segundo tempo.

Futebol