Conteúdo por Gazeta Esportiva

Copo meio vazio: Richarlison e Neres perdem espaço e viram missão para a Seleção

Atualizado

Enquanto Everton recebia a atenção de toda a imprensa e era exaltado pelos companheiros de Seleção Brasileira como um jogador com futuro no futebol europeu, dois atletas deixaram a zona mista da Arena Corinthians em baixa pelas escolhas de Tite: David Neres e Richarlison, que perderam a titularidade justamente no melhor jogo do Brasil pós-Copa, receberam atenção especial para seguirem motivados com o elenco.

“Ah, é triste, mas não adianta nada desanimar. Temos que ficar focados e treinar ainda mais forte porque eu vou voltar a jogar, vou voltar a ter chance”, disse o próprio Richarlison, um dos primeiros a passar pela zona mista. O atleta do Everton é o artilheiro da era pós-Copa com Tite, mas isso não foi o bastante para mantê-lo pelo lado direito do ataque, como o treinador havia treinado antes da competição.

Um pouco mais sereno, David Neres explicou como foi a conversa de Tite com ambos, reunindo também os atletas que estavam ganhando uma oportunidade. Para o ponta do Ajax, a atuação dos companheiros foi uma questão de momento, que pode mudar com o passar dos jogos.

“Ele (Tite) me chamou para conversar, eu e o Richarlison, assim como os dois (Everton e Gabriel Jesus) que entraram. É uma questão de momento, os dois estão em um momento melhor, mas a gente vai ser importante para o grupo lá na frente”, observou o canhoto.

Mais experiente que todos os envolvidos nas trocas de Tite, Willian, que entrou no segundo tempo e deixou o seu gol, mostrou tranquilidade ao tratar do tema. Para ele, ambos saberão lidar bem com a situação. “É o momento, o momento do Everton é muito bom, mas o Richarlison e o Neres são jogadores de muita qualidade e, com certeza, vão ajudar muito a Seleção”, afirmou, colocando-se como um conselheiro de todos.

“Acho que não tem nada que sofrer, estar aqui na Seleção e fazer parte do grupo é um privilégio muito grande. Não tem nenhuma tristeza por estar no banco, frustração por ver os meninos jogando. Estamos torcendo para que dê tudo certo, no que puder ajudar, dar um toque, um conselho. A gente sabe que na Seleção todos têm qualidade, têm potencial para sair jogando”, concluiu.

Copa América