Conteúdo por Gazeta Esportiva

Corinthians aguarda Benfica, mas tem acordo com Pedrinho e promete pagar retroativo

Atualizado

Tudo indica que Pedrinho jogará pelo Benfica a partir de junho deste ano. O clube português, no entanto, não tem pressa para definir a transferência.

Independente disso, Corinthians e Pedrinho já têm um acordo de renovação. O contrato, inclusive, está feito e só não foi assinado ainda justamente por causa da possibilidade de negociação com o Benfica.

Ainda em 2019, Will Dantas, empresário do jogador, e Andrés Sanchez, presidente corintiano, admitiram que haviam chegado a um consenso para a renovação do vínculo. À época, a promessa era de assinatura em janeiro.

Com a procura dos europeus, esse prazo foi estendido e a intenção, agora, é de que a renovação seja executada, caso o Benfica não tome uma decisão até o fim de fevereiro, mês vigente.

Entenda o acordo:

-Se renovar, Pedrinho vai receber um aumento salarial de 133%. E esse novo valor vale a partir de setembro de 2019.

-Se o Benfica não se manifestar até o fim deste mês, Corinthians e Pedrinho assinam a renovação e o novo salário passará a vigorar, com direito ao pagamento retroativo de setembro até agora.

-Se o Benfica confirmar a compra, o Corinthians não vai assinar a renovação, mas vai cumprir com a promessa e pagar a Pedrinho a diferença salarial (133%) de setembro até fevereiro. Neste caso, de março a junho, período em que Pedrinho jogaria pelo Corinthians já vendido ao Benfica, seu salário no clube seria mantido com base no contrato anterior, ou seja, sem o acréscimo de 133%.

-O atual vínculo entre Corinthians e Pedrinho vai até o fim de 2020. A renovação prorrogaria o vencimento do contrato para dezembro de 2023.

Ao Benfica, o Corinthians pediu 20 milhões de euros, cerca de R$ 94 milhões, à vista. Ainda haveria um pagamento de 2,5 milhões de euros, aproximadamente R$ 11,7 milhões, previsto para o caso de Pedrinho conseguir atingir algumas metas pré-estabelecidas em contrato.

Enquanto nada se resolve, Pedrinho segue à disposição de Tiago Nunes. No sábado, o meia de 21 anos vai tentar retomar a titularidade depois de ser preterido no clássico com o São Paulo.

Pedrinho não fez a pré-temporada com o Corinthians e perdeu os primeiros compromissos do ano pelo clube por defender a Seleção Brasileira no Pré-Olímpico.

Camisa 10 da equipe que garantiu vaga nos Jogos de Tóquio, Pedrinho também herdou a 10 no alvinegro neste ano. Sua estreia, porém, não foi nada boa. A cria das categorias de base do Timão levou dois cartões amarelos e acabou expulso da decisão contra o Guaraní-PAR, quarta-feira passada, com apenas 28 minutos de jogo. No fim, o Corinthians foi eliminado da Copa Libertadores da América.

Futebol