COPA DO BRASIL: Corinthians busca triunfo inédito em seu estádio contra a Chapecoense

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Na curta história do confronto entre Corinthians e Chapecoense, a equipe alvinegra nunca conseguiu vencer o time catarinense quando jogou em Itaquera.

Nesta quarta-feira (1º), às 21h45, a equipe do Parque São Jorge terá a chance de quebrar a escrita para poder largar na frente no confronto de ida válido pelas quartas de final da Copa do Brasil. A volta será em 15 de agosto.

Osmar Loss disputará seu primeiro mata-mata pelo Corinthians na carreira (Foto: Daniel Augusto Jr/Corinthians) -
Riso solto: Corinthians de Osmar Loss vem de dois bons jogos contra Cruzeiro e Vasco (Foto: Daniel Augusto Jr/Corinthians)

Desde setembro de 2014, foram três jogos disputados entre os clubes no campo corintiano. Todos terminaram com o mesmo placar: 1 a 1.

Curiosamente, o time paulista ganhou todos os jogos que fez em Chapecó. Mas, desta vez, por se tratar de um confronto mata-mata, a equipe prefere não confiar no retrospecto na Arena Condá, onde conquistou quatro vitórias.

“Um jogo de mata-mata é diferente, não decide nesse jogo, mas pode encaminhar. Sabemos a forma como a Chapecoense encara esse tipo de jogo. É uma equipe que nos últimos anos garantiu seu sucesso nesse tipo de competição”, disse o treinador corintiano, Osmar Loss.

Em 2016, a Chapecoense foi declarada campeã da Copa Sul-Americana. A campanha ficou marcada pela tragédia aérea que matou a maior parte do elenco catarinense, que viajava a Medellín (COL) para encarar o Atlético Nacional na decisão.

Chapeconese se prepara para dois jogos nesta quarta-feira (Reprodução/Chapecoense) -
A Chape tenta fazer história e eliminar o Timão do campeonato (Reprodução/Chapecoense)

“Sabemos das virtudes da Chapecoense, eles tiveram perdas [neste ano], mas é um time sólido, com boa bola parada, transição ofensiva rápida, que cruza muito na área, [com] laterais que chegam na intermediária”, analisou o técnico corintiano.

“Mas sabemos que eles têm fragilidades, mostramos aos jogadores, treinamos e pretendemos explorar isso também”, acrescentou.

Dois atletas não participaram do treino desta terça e podem ser baixa no Corinthians. O volante Gabriel foi preservado da atividade por causa de dores musculares.

Já o atacante Clayson foi liberado para resolver problemas particulares. A presença dele na partida é menos provável do que a do volante.

O zagueiro Léo Santos, que já atuou improvisado no meio, e Mateus Vital serão os substitutos, caso os titulares não possam atuar.

Outra novidade pode ser o meio-campista chileno Ángelo Araos. Apresentado nesta terça e já com a documentação regularizada, ele pode fazer a sua estreia. Na opinião de Loss, com a chegada do chileno a equipe ganhou opções variadas na escalação.

“Vimos muitos jogos dele e com ele jogando de diferentes formas. Gosta de jogar mais pelo centro do campo, mas já atuou pelos dois lados. Pode fazer o segundo homem do meio, ligando o ataque com meio. Temos possibilidade interessante de utilizá-lo do meio para frente”, disse o treinador.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Henrique, Danilo Avelar; Gabriel (Léo Santos), Douglas, Pedrinho, Jadson, Mateus Vital; Romero. T.: Osmar Loss

CHAPECOENSE: Jandrei; Eduardo, Douglas, Nery Bareiro (Rafael Thyere), Bruno Pacheco; Amaral, Elicarlos, Yann Rolim; Bruno Silva, Osman, Wellington Paulista. T.: Gilson Kleina

Estádio: Arena Corinthians, em São Paulo

Horário: 21h45 desta quarta (1)

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Esporte

Corinthians busca triunfo inédito em seu estádio contra a Chapecoense

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Na curta história do confronto entre Corinthians e Chapecoense, a equipe alvinegra nunca conseguiu vencer o time catarinense quando jogou em Itaquera.

Nesta quarta-feira (1º), às 21h45, a equipe do Parque São Jorge terá a chance de quebrar a escrita para poder largar na frente no confronto de ida válido pelas quartas de final da Copa do Brasil. A volta será em 15 de agosto.

Desde setembro de 2014, foram três jogos disputados entre os clubes no campo corintiano. Todos terminaram com o mesmo placar: 1 a 1.

Curiosamente, o time paulista ganhou todos os jogos que fez em Chapecó. Mas, desta vez, por se tratar de um confronto mata-mata, a equipe prefere não confiar no retrospecto na Arena Condá, onde conquistou quatro vitórias.

“Um jogo de mata-mata é diferente, não decide nesse jogo, mas pode encaminhar. Sabemos a forma como a Chapecoense encara esse tipo de jogo. É uma equipe que nos últimos anos garantiu seu sucesso nesse tipo de competição”, disse o treinador corintiano, Osmar Loss.

Em 2016, a Chapecoense foi declarada campeã da Copa Sul-Americana. A campanha ficou marcada pela tragédia aérea que matou a maior parte do elenco catarinense, que viajava a Medellín (COL) para encarar o Atlético Nacional na decisão.

“Sabemos das virtudes da Chapecoense, eles tiveram perdas [neste ano], mas é um time sólido, com boa bola parada, transição ofensiva rápida, que cruza muito na área, [com] laterais que chegam na intermediária”, analisou o técnico corintiano.

“Mas sabemos que eles têm fragilidades, mostramos aos jogadores, treinamos e pretendemos explorar isso também”, acrescentou.

Dois atletas não participaram do treino desta terça e podem ser baixa no Corinthians. O volante Gabriel foi preservado da atividade por causa de dores musculares.

Já o atacante Clayson foi liberado para resolver problemas particulares. A presença dele na partida é menos provável do que a do volante.

O zagueiro Léo Santos, que já atuou improvisado no meio, e Mateus Vital serão os substitutos, caso os titulares não possam atuar.

Outra novidade pode ser o meio-campista chileno Ángelo Araos. Apresentado nesta terça e já com a documentação regularizada, ele pode fazer a sua estreia. Na opinião de Loss, com a chegada do chileno a equipe ganhou opções variadas na escalação.

“Vimos muitos jogos dele e com ele jogando de diferentes formas. Gosta de jogar mais pelo centro do campo, mas já atuou pelos dois lados. Pode fazer o segundo homem do meio, ligando o ataque com meio. Temos possibilidade interessante de utilizá-lo do meio para frente”, disse o treinador.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Henrique, Danilo Avelar; Gabriel (Léo Santos), Douglas, Pedrinho, Jadson, Mateus Vital; Romero. T.: Osmar Loss

CHAPECOENSE

Jandrei; Eduardo, Douglas, Nery Bareiro (Rafael Thyere), Bruno Pacheco; Amaral, Elicarlos, Yann Rolim; Bruno Silva, Osman, Wellington Paulista. T.: Gilson Kleina

Estádio: Itaquerão, em São Paulo

Horário: 21h45 desta quarta

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Mais conteúdo sobre

Esportes