Conteúdo por Gazeta Esportiva

Corinthians usa Cruzeiro como exemplo e avisa que não fará loucura no mercado

Andrés prega a cautela para a montagem de elenco (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Após o último jogo da temporada, dirigentes do Corinthians projetaram a montagem de elenco para 2020, mas com a ressalva de que o clube não vai gastar mais do que pode. Para o presidente Andrés Sanchez, o rebaixamento do Cruzeiro deve ser visto como um exemplo de que os clubes devem se preocupar com altos gastos.

“Que entenda que o futebol não é só dinheiro. Não adianta fazer contrato ganhando de quatro, cinco anos ganhando um milhão, porque a conta vai chegar. Chegou para o Corinthians há dois, três anos, e vai chegar para os outros. No futebol todo mundo sabe o valor que o dinheiro tem. Alguns estão para cima porque venderam muitos jogadores e faz parte. Mas não pode fazer a loucura que estão fazendo no Brasil, isso é um absurdo. Mas, infelizmente é o que tem aí”, afirmou o presidente do Corinthians.

Andrés também comentou que o Timão já deve contar com os reforços nos primeiros dias de trabalho da pré-temporada: “Vamos tentar fazer as contratações para antes da apresentação do time, em 6 de janeiro, mas nem sempre acontece”.

Outro cartola do Alvinegro que falou sobre a montagem de elenco foi Duílio Monteiro Alves, que prega a responsabilidade: “A gente toma muito cuidado para falar para não criar expectativas. A gente vai trabalhar muito para reforçar. Mas com responsabilidade, não vamos pagar um milhão para jogador, como alguns clubes vêm fazendo”.

O diretor de futebol ainda afirma que o clube vai manter os padrões de salários: “A gente vai continuar com essa linha. Já entendemos que esse teto é alto. O Corinthians não vai fazer loucura. A gente não concorda com isso.

“Dentro do nosso patamar, o que a gente conseguir trazer para melhorar a qualidade do clube, a gente vai trazer, mas loucura, não”, completou Duílio.

Futebol