Conteúdo por Gazeta Esportiva

Corinthians vence Botafogo, permanece em 5º e segue invicto pós-Copa América

Atualizado

Boselli marcou o primeiro gol do Corinthians contra o Botafogo (Foto: Mauro Horita/Gazeta Press)

Neste sábado (17), o Corinthians deu sequência à série de jogos sem derrota desde a volta da pausa para a Copa América. O Timão venceu o Botafogo por 2 a 0 na Arena de Itaquera, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, com gols marcados por Mauro Boselli e Everaldo. Muito superior, o clube paulista encurralou os cariocas e conquistou os três pontos, chegando a nove jogos sem perder.

Com o triunfo, o Corinthians segue na cola do Atlético-MG, que ocupa a quarta colocação – a primeira do G4 – com 27 pontos. A equipe comandada pelo técnico Fábio Carille tem a mesma pontuação e está no quinto lugar por conta do número de vitórias (8 a 7). O Botafogo, por sua vez, continua na sétima posição, com 22 pontos conquistados.

Pela próxima rodada, o Timão joga no domingo (25), às 19h (de Brasília), quando visita o lanterna Avaí na Ressacada. Já o Fogão entra em campo na segunda-feira (26), às 20h, para enfrentar a Chapecoense no Engenhão.

O jogo 

O Corinthians começou a partida em ritmo intenso, tirando os espaços do Botafogo e praticamente impedindo que o adversário passasse do meio de campo. Nos primeiros 15 minutos, o Timão conseguiu finalizar em quatro oportunidades. A principal veio com Pedrinho, aos 11, que bateu de perna esquerda para boa defesa de Gatito Fernández.

Aos 26, Mauro Boselli desperdiçou grande chance de abrir o marcador. O atacante aproveitou erro da defesa botafoguense e roubou a bola, ficando no mano a mano com Gabriel. Na finalização, porém, o argentinou parou na defesa do arqueiro adversário.

Depois de sofrer pressão nos primeiros minutos, o Fogão conseguiu frear um pouco o ímpeto corintiano, mas sem levar muito perigo à defesa dos donos da casa. Ainda superior, o Corinthians criou diversas oportunidades, que não se transformaram em gol por conta da atuação de Gatito.

Até que, aos 41 minutos, Pedrinho fez grande jogada pela direita, foi à linha de fundo e fez o cruzamento certeiro para Boselli. O camisa 17 emendou de primeira para mandar no fundo das redes e colocar o Timão em vantagem antes do final do primeiro tempo. Ainda deu tempo para Pedrinho cabecear e exigir mais uma grande defesa do goleiro paraguaio.

Segundo tempo 

Na volta do intervalo, o Corinthians continuou com a mesma postura e ampliou o marcador aos dez minutos da etapa complementar. Pedrinho avançou pela direita e chutou para a espalmada de Gatito. Everaldo ficou com o rebote e bateu colocado no canto esquerdo, sem chances para o goleiro.

Com o placar confortável, bastou ao Timão manter o ritmo para assegurar a vitória em casa. Quase sem sujar o uniforme, Walter, substituto de Cássio, suspenso, se destacou mais pela atuação com os pés do que com as mãos. Aos 25 minutos, o goleiro cortou o volante Rickson com qualidade e fez a torcida vibrar.

O melhor lance do Botafogo na partida veio aos 41 minutos da etapa final. Gilson cruzou na área e Marcelo Benevenuto desviou de cabeça, mandando no travessão. Assim, manteve-se o resultado de 2 a 0 no placar final.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 0 BOTAFOGO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Data: 17 de agosto de 2019, sábado

Horário: 17h (de Brasília)

Árbitro: Rafael Traci (SC)

Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Alex dos Santos (SC)

VAR: Heber Roberto Lopes (SC)

Público: 39.122

Renda: R$ 2.245.956,00

Cartões amarelos: Gil, Gabriel (Corinthians); Marcelo Benevenuto, Marcinho, Cícero (Botafogo)

Gols: Mauro Boselli, aos 41 minutos do primeiro tempo; Everaldo, aos 10 minutos do segundo tempo (Corinthians)

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Gil, Manoel e Carlos Augusto; Gabriel e Júnior Urso; Pedrinho e Mateus Vital (Jadson); Boselli (Gustavo) e Everaldo (Clayson).

Técnico: Fábio Carille

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Gilson; Gustavo Bochecha (Rhuan), Rickson, Cícero e Luiz Fernando (Marcos Vinícius); Rodrigo Pimpão (Lucas Campos) e Diego Souza

Técnico: Eduardo Barroca

Futebol