Conteúdo por Gazeta Esportiva

Corinthians vence Goiás e desbanca São Paulo da 5ª colocação

Atualizado

O Corinthians é o novo quinto colocado do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, a equipe comandada pelo técnico Fábio Carille recebeu o Goiás, em Itaquera, pelo jogo adiado da sétima rodada da competição por pontos corridos, e não fez feio. Diante de um bom público em Itaquera, o Timão confirmou seu favoritismo sobre os visitantes e acabou saindo de campo com o importante triunfo por 2 a 0, graças aos gols de Júnior Urso e Mauro Boselli, de pênalti. O resultado fez com que o rival São Paulo caísse da quinta para a sexta colocação na tabela, embora tenha um jogo a menos que os demais concorrentes.

Mantendo a estratégia de poupar alguns nomes da equipe considerada titular, Carille colocou em campo nesta quarta um time com três atletas considerados reservas. Mateus Vital foi acionado na vaga de Sornoza, Carlos Augusto no lugar de Danilo Avelar e Boselli substituiu Vagner Love.

Novo integrante do G6 do Brasileirão, o Corinthians agora terá a difícil tarefa de se manter entre os primeiros colocados do torneio. No próximo domingo, o Timão visita o Internacional, concorrente direto por uma vaga à próxima edição da Libertadores, no Beira-Rio, às 11h (de Brasília). O Goiás, por sua vez, tentará correr atrás do prejuízo contra o Vasco, também no domingo, às 19h, no Serra Dourada.

O jogo – O primeiro tempo foi bastante movimentando na Arena Corinthians. Logo aos sete minutos, o time do técnico Fábio Carille já dava sinais de que o Goiás teria uma noite difícil com Boselli, que ficou com a sobra do bate-rebate dentro da área e saiu mano a mano com Tadeu, mas ao tentar tocar na saída do goleiro, viu o rival fazer boa defesa e evitar o primeiro gol do Timão. Pouco depois, aos 11, foi a vez de Clayson assustar os esmeraldinos ao receber na entrada da área, limpar a marcação e bater colocado, forçando nova intervenção de Tadeu.

Embora o domínio tenha sido completamente do Corinthians nos primeiros 45 minutos de jogo, o Goiás encontrou uma brecha para agredir os donos da casa aos 17, quando Kayke recebeu cruzamento pela direita e completou de primeira, carimbando a trave do goleiro Cássio. Como resposta, aos 22, o Timão chegou com perigo graças a Mateus Vital, que fez excelente jogada individual pela esquerda, se livrando de dois marcadores, e tocando para trás, onde Pedrinho chegou batendo de primeira, tirando tinta da trave direita de Tadeu.

De tanto insistir, o Corinthians, enfim, abriu o placar aos 24 minutos com uma bela jogada trabalhada pela direita. Clayson tabelou com Gabriel e tocou rasteiro para Júnior Urso dentro da área. O volante alvinegro sequer dominou a bola, finalizando de primeira, no contrapé de Tadeu, que nada pôde fazer para evitar a vantagem dos donos da casa.

Atrás no marcador, o Goiás se viu na obrigação de sair mais para o jogo para tentar o empate, e aos 29 minutos os visitantes até balançaram as redes em uma linda jogada de Michael, que recebeu na direita, deu um lindo drible em Gil e bateu forte, rasteiro, para vencer Cássio, porém, depois de o VAR entrar em ação, o árbitro acabou marcando impedimento do atacante esmeraldino.

Segundo tempo

Na etapa complementar, o Corinthians continuou mais agressivo e dominando o jogo. Logo aos cinco minutos, Clayson recebeu lançamento de Carlos Augusto e saiu em velocidade pela esquerda. Ao tentar tocar para o meio, o atacante do Timão viu a bola rebater na defesa do Goiás e voltar para ele, precisando apenas tocar na saída do goleiro Tadeu, mas acabou balançando as redes pelo lado de fora.

Daí em diante, o Timão teve mais dificuldades para criar jogadas de gol e acabou dependendo exclusivamente das bolas aéreas para criar um frisson nas arquibancadas. Boselli era a grande referência da equipe de Carille, mas a zaga esmeraldina vinha fazendo um bom trabalho para não deixar o atacante argentino livre para marcar. Assim, o treinador corintiano optou por acionar Jadson na vaga de Mateus Vital, na esperança de dar mais dinâmica ao time.

Mas, apesar do domínio corintiano, o Goiás não se rendeu e continuou atento aos espaços que poderia explorar para chegar ao empate. E foi assim que aos 21 minutos os visitantes mais uma vez estiveram muito próximos de deixar tudo igual no marcador. Michael recebeu pela direita e experimentou de fora da área, carimbando o travessão do goleiro Cássio.

Pouco antes do apito final, o Corinthians ainda teve a grande oportunidade de ampliar o placar e garantir a importante vitória em Itaquera. Júnior Urso recebeu pela direita, invadiu a área, e Rafael Vaz, caído, tocou com a mão na bola. O árbitro, por sua vez, não titubeou e marcou pênalti. O atacante Mauro Boselli foi para a cobrança e não desperdiçou, assegurando o triunfo por 2 a 0 sobre o Goiás e a quinta colocação ao Timão no Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 0 GOIÁS

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Data: 07 de agosto de 2019, quarta-feira

Horário: 19h15 (Brasília)

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)

Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Michael Correia (RJ)

VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

Público: 34.595 pessoas

Renda: R$ 1.307.624,00

Gols: Júnior Urso, aos 24 do 1ºT, e Boselli aos 42 do 2ºT (Corinthians)

Cartões amarelos: Daniel Guedes, Léo Sena (Goiás); Fagner (Corinthians)

Cartão vermelho: Yago Felipe (Goiás)

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Manoel, Gil e Carlos Augusto; Gabriel e Júnior Urso (Matheus Jesus); Clayson, (Everaldo) Mateus Vital (Jadson) e Pedrinho; Boselli.

Técnico: Fábio Carille

GOIÁS: ​Tadeu; Daniel Guedes, Rafael Vaz, Fábio Sanches e Jefferson; Geovane, Yago Felipe, Léo Sena; Barcia (Renatinho), Michael (Júnior Brandão) e Kayke (Rafael Moura).

Técnico: Robson Gomes

Futebol