Conteúdo por Gazeta Esportiva

Criticado, Júnior Urso celebra gol contra o Goiás: “Precisava disso”

Atualizado

Tendo de lidar com algumas críticas recentes por conta do seu desempenho abaixo da média, Júnior Urso não escondeu a felicidade por ter balançado as redes nesta quarta-feira, contra o Goiás, em Itaquera. O volante foi o responsável por abrir o placar na partida válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro e que havia sido adiada por conta dos compromissos do Timão na Copa do Brasil e Sul-Americana.

“Eu tenho que agradecer muito ao Clayson, ao próprio Fagner. Nosso time costuma fazer essas triangulações pelo lado esquerdo e pelo lado direito. Mérito do Clayson, que me achou no funil, como costuma dizer o Fábio Carille. Estava em uma posição boa para finalizar. Feliz pelo gol, estava precisando disso para poder acabar com qualquer rumor referente ao meu nome. A equipe está de parabéns pelo que conquistou hoje”, disse Urso.

Júnior Urso foi quem abriu o placar para o Corinthians na noite desta quarta-feira (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Após completar o cruzamento de Clayson e bater no contrapé do goleiro Tadeu, Júnior Urso foi abraçado por todos os companheiros, que deram suporte ao volante durante o momento difícil que ele vinha enfrentando até então. Contudo, o camisa 30 não crê que o gesto dos outros atletas tenham a ver com as críticas recebidas.

“Sinceramente, emocionalmente me considero bem forte. A  equipe realmente me abraçou por outras circunstâncias. Às vezes, se cria algumas coisas que não existem, falaram algumas coisas sobre mim, questionaram meu desempenho algumas vezes, e muitas das pessoas que falam não conseguem ver algumas funções que temos que cumprir dentro de campo. Temos que fazer o que o nosso chefe manda, que no caso é o meu treinador”, prosseguiu Urso.

Com o resultado, o Corinthians subiu para a quinta colocação da tabela, desbancando o São Paulo do posto. Agora mais próximo da disputa pelo título do Brasileiro, o Timão vem colhendo os frutos do trabalho realizado durante a parada para a Copa América, como o próprio Carille previa antes da intertemporada.

“Desde a parada para a Copa América, quando voltamos dessa parada, na primeira partida oficial, contra o CSA, propomos coisas diferentes, como buscar mais o gol, não deixar a defesa ser vazada. Hoje é um reflexo disso, estamos bem concentrados para grandes partidas, como os clássicos, e para as de hoje. Alguns poderiam pensar que seria um jogo mais fácil, mas tratamos da mesma forma. A equipe mostrou que está com corpo para brigar pela parte de cima da tabela”, completou o volante.

Futebol