Conteúdo por Gazeta Esportiva

Cuca valoriza empate do São Paulo e isenta arbitragem em gol do Galo

O São Paulo empatou com o Atlético-MG por 1 a 1 na noite desta quinta-feira, no Independência, e chegou a cinco jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro. Apesar da manutenção do jejum, o técnico Cuca valorizou o resultado em Belo Horizonte.

“O Atlético-MG aproveitou esses espaços, criou chances. Perdemos uma ou outra chance, mas o que teve de melhor foi o resultado. Que não é o ideal, mas dá confiança para trabalhar agora”, avaliou, em entrevista coletiva.

Em 24 de junho, os jogadores do São Paulo se reapresentação e entrarão em regime de concentração no CT da base, em Cotia. A ideia do treinador é corrigir os problemas da equipe na pausa do Brasileirão durante a Copa América.

“Vou dar aos jogadores esse final de semana e a semana que vem de folga. São nove dias, criando com isso um ambiente de confiabilidade. Os jogadores sabem que estão em dívida com a gente, e a gente em dívida com o torcedor. Então vamos poder cobrar isso trabalhando concentrados. Três semanas são o suficiente para que a gente melhore no segundo semestre”, disse.

Na entrevista, Cuca também isentou a arbitragem no polêmico lance do gol atleticano. No fim do primeiro tempo, Alerrandro aproveitou furada de Toró e balançou as redes de Tiago Volpi.

Após o bandeira assinalar impedimento do atacante atleticano, o árbitro Leandro Vuaden consultou o VAR e entendeu que o toque de Toró na bola gerou uma nova jogada, tirando o impedimento de Alerrandro.

“Passa a ser um lance mais interpretativo. Interpretaram que o Toró erra a bola e, dali, cria-se uma nova jogada, um lance muito rápido. Mesmo com o VAR, fica muita dúvida. A gente não pode criticar a arbitragem em cima disso”, ponderou Cuca.

Futebol