Conteúdo por Gazeta Esportiva

Defesa evolui, e Palmeiras volta a ficar dois jogos sem sofrer gols

Sob o comando do técnico Mano Menezes, o Palmeiras voltou a passar duas partidas consecutivas sem sofrer gols, algo que não conseguia desde o último mês de junho. Satisfeito com a vitória sobre o Cruzeiro, o comandante destacou a evolução do sistema defensivo.

Após estrear com vitória por 2 a 1 sobre o Goiás, Mano Menezes viu triunfos sobre Fluminense (3 x 0) e Cruzeiro (1 x 0). O Palmeiras não conseguia ficar dois jogos seguidos com a defesa intacta desde os confrontos com Athletico-PR (1 x 0) e Avaí (2 x 0), disputados antes da pausa para a Copa América.

“Para ganhar um campeonato, com raras exceções, você não pode sofrer muitos gols. Então, temos que fazer isso sem sacrificar a equipe. Vamos tentar continuar seguros sem sacrificar a parte ofensiva, protegendo os atacantes para que eles não voltem tanto e tenham força quando for necessário para decidir os jogos”, afirmou Mano Menezes.

Em seus dois primeiros jogos pelo Palmeiras, o técnico armou o miolo de defesa com Luan e Vitor Hugo. Contra o Cruzeiro, de volta após defender o Paraguai, Gustavo Gomez assumiu a condição de titular no lugar do ex-vascaíno. Jailson, Fernando Prass e Weverton, pela ordem, foram os goleiros – o último estava com a Seleção.

“Penso que o Gomez fez um jogo muito bom ao lado do Vitor Hugo. Acho que o sistema vai ganhando consistência e, à medida que isso ocorre, as ideias são claras e todos que entram têm uma boa capacidade de render bem. Esse é meu objetivo como técnico”, explicou Mano Menezes.

Vindo de três vitórias seguidas, o Palmeiras contabiliza 39 pontos ganhos, três a menos do que o Flamengo, e figura na vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Às 16 horas (de Brasília) de domingo, o time dirigido por Mano Menezes enfrenta o Fortaleza, no Castelão.

Futebol