Destaque no primeiro turno, Leandro Pereira torce pelo Palmeiras da Bélgica

Atacante foi o autor dos dois gols do Verdão no empate em 2 a 2 na Arena Pernambuco. Agora no Brugge (BEL), ele quer ver os amigos na Copa Libertadores

Divulgação

No primeiro turno, o Palmeiras visitou o Sport em boa fase, tendo Gabriel como “dono” do meio de campo e Leandro Pereira inspirado. Neste sábado, no reencontro dos times às 21h, no Pacaembu, o cenário é outro. O volante, lesionado, e o atacante, vendido ao Brugge (BEL), agora fazem parte apenas da torcida alviverde. E o time, que chegou a sonhar com o título brasileiro, dá preferência à Copa do Brasil, mesmo podendo voltar ao G4 com um triunfo nesta noite.

No 2 a 2 da Arena Pernambuco, em julho, o destaque foi Leandro Pereira, autor dos dois gols e vendido um mês depois. Mesmo à distância, o ex-camisa 17 segue próximo do elenco, e já postou fotos em sua casa na Europa vendo os jogos do Verdão.

– Eu falo com todo mundo do elenco praticamente. Ainda estou no grupo do WhatsApp do Palmeiras, criei boas amizades, uma identidade grande no clube – disse Leandro Pereira, em entrevista ao LANCE!.

Dos dez gols que fez em 30 jogos com a camisa palmeirense, os dois marcados no confronto com os pernambucanos estão entre os que o centroavante guarda com mais carinho. Na época, ele era um dos destaques do time e artilheiro da equipe de Marcelo Oliveira. Só que após a chegada de Alecsandro e Barrios, Leandro foi escanteado e acabou negociado, numa decisão que ele até hoje não entende bem.

O paraguaio é o atual dono da vaga no ataque, mas como Marcelo Oliveira irá poupar os titulares para o jogo de volta na semifinal da Copa do Brasil, Cristaldo é quem deve receber outra oportunidade ante o Sport. O camisa 9 foi bem no triunfo do mistão alviverde sobre o Avaí por 3 a 1, sábado passado, quando deu uma assistência e marcou outra vez.

No primeiro turno, o empate em Pernambuco fez parte da boa sequência de sete jogos sem derrota do Palmeiras no Brasileiro, em que o time era muito eficaz. Desde então, porém, Gabriel machucou o joelho e só volta em 2016, Arouca tem convivido com problemas físicos, Rafael Marques caiu de rendimento e Leandro Pereira foi negociado. Ainda assim, o Verdão tem boas chances nas duas competições de terminar 2015 com uma vaga na Libertadores, meta definida no início do ano, e pela qual o ex-camisa 17 torce.

– Espero que o time consiga seus objetivos, ir à Libertadores e conquiste títulos. O Palmeiras é um clube grande e não pode ficar tanto tempo sem ser campeão. Gosto muito do clube, tomara que todos os planos se realizem – afirmou.


Time comemora com Leandro Pereira no jogo do primeiro turno (Foto: César Greco/Fotoarena)

CONFIRA UM BATE-BOLA EXCLUSIVO COM LEANDRO PEREIRA:

O que tem achado dos primeiros meses na Bélgica? Tem gostado?
Eu não conhecia o futebol daqui, o clube, só tinha visto algumas notícias. Ainda estou entrando na rotina, não só do futebol, mas da cultura. É algo bem diferente, mas está sendo bacana.

Quais diferenças sentiu?
A concentração aqui, por exemplo. A gente chega na hora do jogo, só se reúne para almoçar e depois vai para o jogo. Outra coisa, se o treino for às 11h, tem que chegar às 9h para realizar trabalhos à parte, coisas que você acha que precisa melhorar.

E tem acompanhado ao time, está vendo os jogos na Europa?
Sim, praticamente dia a dia. A gente treina num período só, fica um tempo bacana em casa, dá para acompanhar. Contra o Fluminense não vi, mas pelo o que eu acompanhei o time perdeu jogos que não deveria. Na Copa do Brasil tem o gol fora, né. No Allianz Parque acho que eles vão reverter.

Sente saudades do Palmeiras?
Sempre sinto falta, porque era um clube que eu estava acostumado, estava bem, no meu país, em uma cidade que eu já conhecia. Era um clube grande, algo que eu sempre almejei, e criei uma identificação no Palmeiras. Mas a vida segue, as coisas às vezes não acontecem como a gente quer. Cabia a mim dizer o sim ou o não, eu escolhi e estou feliz.

O que lembra do jogo no primeiro turno contra o Sport?
Foi uma partida diferente para mim. A gente tinha tudo para ganhar, viramos e no fim tomamos o empate. É um jogo que eu tenho boa lembrança. Espero que o time agora vença.

Quais outros jogos você considera especiais no Palmeiras?
O gol no Botafogo-SP é inesquecível. A primeira final contra o Santos e o jogo do Brasileiro, a goleada no São Paulo…são jogos de boas lembranças.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...