‘Difícil, mas não impossível’: Costa Rica se prepara para enfrentar Brasil

 Na estreia da Copa, Costa Rica perdeu para a Sérvia por 1 a 0 e precisa de vitória contra o Brasil - EMMANUEL DUNAND / AFP
Na estreia da Copa, Costa Rica perdeu para a Sérvia por 1 a 0 e precisa de vitória contra o Brasil – EMMANUEL DUNAND / AFP

A Costa Rica pretende aproveitar os possíveis espaços deixados pelo Brasil no jogo desta sexta-feira, em São Petersburgo. Na visão dos costarriquenhos, a Seleção Brasileira precisa do resultado depois do tropeço contra a Suíça na estreia e, por isso, será obrigada a atacar. Decepcionados com o resultado negativo contra a Sérvia na estreia, os Ticos, apelido dos jogadores, tentam encontrar motivos para serem otimistas.

– A maior virtude da Costa Rica é que ela é ordenada taticamente. O Brasil tem que ir para ganhar e haverá espaços. O mais importante é tentar aproveitar as opções. Sabemos que é difícil mas não impossível, e nós estaremos lá – disse o atacante Daniel Colindres.

Na mesma linha do companheiro, o zagueiro Kendall Waston também destacou que a organização defensiva será crucial para a Costa Rica tentar vencer o jogo apostando em contra-ataques rápidos. O beque admitiu que o gol marcado pela Sérvia e a derrota no jogo da estreia deixaram o time um tanto quanto abalado.

– Quando eles têm a bola, podemos fazer um bom bloqueio e tentar encontrar a reação. Isso não significa que vamos defender todo o jogo. Temos que levantar o ânimo, porque isso não terminou. O próximo jogo é muito difícil, mas não impossível, espero que possamos surpreender – ponderou.

Mais conteúdo sobre

Esporte