Conteúdo por Gazeta Esportiva

Diniz supera desconfiança e ganha prestígio com o futebol apresentado pelo São Paulo

Não havia dúvidas de que Fernando Diniz poderia trazer um futebol ofensivo para o São Paulo, porém a necessidade por resultados positivos imediatos foram obstáculos para o treinador ganhar respaldo no clube. O Tricolor acumulou placares adversos e frustrantes no final da temporada passada e o técnico iniciou esta temporada pressionado.

Com maior tempo de trabalho na pré-temporada de Cotia, o São Paulo evoluiu em termos de desempenho, porém ainda teve dificuldades para sair vitorioso em algumas partidas. O empate com o Corinthians e a derrota para o Santo André, pelo Campeonato Paulista, são dois exemplos de jogos nos quais o Tricolor dominou o adversário e teve grandes chances para marcar, porém o aproveitamento nas finalizações foi ruim.

Diniz tem um aproveitamento de 58,3% em 2020

A partir da goleada sobre o Oeste, no entanto, o São Paulo parece ter ganhado confiança, os jogadores passaram a marcar mais gols e o time encontrou resultados positivos. Além disso, Diniz conseguiu motivar Alexandre Pato, que vivia má fase, e o atacante tornou-se peça importante para a equipe.

A torcida, que antes tecia duras críticas ao trabalho do treinador, passou a ver com bons olhos o futebol ofensivo e vistoso apresentado pelo São Paulo, algo poucas vezes observado nos últimos anos do clube. Brincadeiras envolvendo o modelo de jogo do técnico, como a criação do termo “Dinizismo”, surgiram nas redes sociais.

A grande pedra no sapato de Diniz em 2020 foi a estreia na Libertadores. O São Paulo fez um bom primeiro tempo na altitude de Juliaca, no Peru, porém desperdiçou muitas chances de gol e foi para o intervalo vencendo por apenas 1 a 0. No segundo tempo, a equipe sofreu a virada do Binacional e se complicou em um grupo competitivo, composto também por River Plate e LDU. A pressão sobre o técnico foi aliviada quando o Tricolor venceu a equipe equatoriana por 3 a 0, no Morumbi, tendo uma de suas melhores performances no ano.

Até o momento, Fernando Diniz comandou o São Paulo em 12 partidas nesta temporada. O time venceu seis jogos, empatou três e perdeu outros três, registrando um aproveitamento equivalente a 58,3% dos pontos disputados. O contrato do treinador junto ao Tricolor está dentro das normas da CLT, sem duração pré-estabelecida.

Mais conteúdo sobre

Futebol