Conteúdo por Gazeta Esportiva

Do Jardim Suspenso à grama sintética: as mudanças na casa do Palmeiras

No próximo domingo, o Palmeiras fará sua reestreia no Allianz Parque após obras para implementação do gramado sintético. A alteração marca a primeira grande mudança da arena alviverde; mas não será a primeira para o clube, que já viu sua casa mudar diversas vezes ao longo do tempo.

Em consulta ao acervo da Gazeta Esportiva, recordamos as três grandes obras do campo alviverde: a criação do Jardim Suspenso nos anos 1960, as reformas estruturais e criação da ferradura nos anos 1990 e a transformação do Palestra Itália em Allianz Parque, de 2010 a 2014.

Nasce o jardim suspenso

Julinho Botelho (centro) e Djalma Santos (direita), conversam após jogo no Palestra Itália em 1964

Palestra Itália é obrigado a mudar na década de 1990

Na década de 1990, o Palmeiras foi obrigado a fazer mudanças em seu estádio. Durante a final da Copa do Brasil de 1996 entre Verdão e Cruzeiro, blocos de concreto da arquibancada caíram, deixando a estrutura em risco. O Palestra Itália foi interditado pelo Contru (Departamento de Controle e Uso de Imóveis) e o clube teve que agir.

Para deixar o Parque Antarctica nos conformes, obras estruturais foram feitas. Amortecedores para reduzir vibrações, pára-raios e espaço para deficientes físicos foram implementados. Já na configuração dos assentos, a arquibancada se ligou com as numeradas descobertas, criando uma ferradura.

Transformação do Palestra Itália em Allianz Parque

A intenção do Palmeiras de modernizar e ampliar a capacidade de seu estádio vinha desde a década de 1990, mas só tomou forma concreta em 2010. O Palestra Itália foi parcialmente demolido e completamente reconfigurado para a construção do Allianz Parque. Apenas parte da arquibancada da antiga estrutura foi mantida na nova casa.

As obras da arena foram concluídas em 2014. Em 19 de novembro, o Verdão fez a estreia contra o Sport, em derrota por 2 a 0 pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, acompanhada por quase 36 mil torcedores.

Mudança de gramado do Allianz Parque

Devido a agenda cheia do Allianz Parque, com jogos, shows e demais eventos, o Palmeiras optou pela grama sintética a partir de 2020. As obras já foram concluídas e o Verdão estreia neste domingo no novo piso, às 16h (Brasília), em duelo contra o Mirassol pela 6ª rodada do Campeonato Paulista.

Com a alteração, o Palmeiras espera diminuir o número de partidas disputadas fora de sua casa e evitar jogos com o gramado em más condições. Em 2019, por exemplo, o time precisou mandar oito compromissos no Pacaembu, incluindo as quartas de final da Copa Libertadores diante do Grêmio.

Futebol