Do título estadual ao Mundial: Avaí presta homenagens a campeões antes do jogo

Adilson Heleno, campeão estadual há 30 anos e homenageado nessa noite - Avaí FC/divulgação
Adilson Heleno, campeão estadual há 30 anos e homenageado nessa noite – Avaí FC/divulgação

Consciente de toda dificuldade diante do Atlético-GO, o Avaí buscou inspiração em homenagens antes e durante o jogo válido pela abertura da 16ª rodada, na noite desta terça-feira (17). Motivos distintos, é verdade, mas títulos vinculados ao clube que pudessem dar uma espécie de “luz” para os azurras. O resultado em 0 a 0, no entanto, não foi o esperado.

Antes do jogo o Avaí, na figura do presidente Francisco Battistotti, homenageou a esquadra campeã estadual há 30 anos, em uma taça que ficou marcada como a primeira da “Era Ressacada”.

O meia Adilson Heleno, 55 anos, foi o escolhido pra representar os campeões de 1988. A ocasião foi o 12º caneco do Catarinense na galeria do clube. Adilson Heleno expôs a bola utilizada na decisão vencida diante do Blumenau, por 2 a 1. Foram 25.735 pessoas presentes na então novíssima cancha azurra.

A outra homenagem foi no manto utilizado. Sua fabricante de material esportivo, a inglesa Umbro, há alguns meses lançou a campanha que vincula os clubes brasileiros às seleções integrantes da Copa do Mundo. O Avaí, sabidamente “aliado” à França, voltou a fardar seus jogadores com a camiseta “Lion Bleu” remetente à bicampeã mundial, no último domingo.

Futebol