Conteúdo por Gazeta Esportiva

Elenco é cobrado em delicado momento financeiro

A equipe de Eduardo Barroca ocupa a 10ª posição no Brasileirão (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

O Botafogo atravessa um momento delicado dentro e fora de campo. A derrota por 2 a 0 para o Atlético-MG, na quarta-feira, marcou a eliminação nas oitavas de final da Copa Sul-Americana e agravou a crise financeira. Por conta disso, a relação entre equipe e torcida continua abalada. Os muros do Estádio Nilton Santos foram pichados com frases como: “time sem vergonha”.

O desembarque da delegação de Minas Gerais foi tranquila, mas os jogadores evitaram a imprensa. Um esquema de segurança está sendo montado para a viagem de olho no embate com o Avaí neste domingo, às 16h (de Brasília), na Ressacada, em Florianópolis (SC), pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com 16 pontos, o Glorioso ainda está longe da zona de rebaixamento e pode se aproximar do G-6, a zona de classificação para a Copa Libertadores.

No aspecto financeiro, apesar de parte da dívida com o elenco estar paga, os funcionários continuam vivendo o drama dos atrasos e alguns deles sequer apareceram para trabalhar nesta sexta-feira.

Para o jogo contra o Avaí o time será definido no treino deste sábado, que antecede à viagem para Santa Catarina. De fora contra o Galo, a dupla de zaga titular, composta pelo argentino Joel Carli e por Gabriel, reaparece. O primeiro não pôde enfrentar o Galo por questões contratuais, enquanto que o platino cumpriu suspensão por ter sido expulso no duelo de ida do torneio continental.

Apesar de crise financeira, o clube ainda sonha com a chegada de reforços. Com o fechamento da janela internacional, a ideia é olhar para o mercado interno e observar atletas que se destacaram na Série B, na Série C ou na Série D do Campeonato Brasileiro.

A prioridade é a chegada de um meia para ajudar na criação de jogadas e de um centroavante para melhorar o poder de fogo. Uma referência para o ataque se torna mais importante, pois Diego Souza não vem mostrando bom desempenho na função e Erik foi negociado com o futebol japonês. Victor Rangel e Rodrigo Pimpão são outras opções.

Futebol