Escudo: Figueirense
FIG Figueirense
Escudo: Avaí
AVA Avaí
Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis - 02/02/2020 às 16h00

Em clássico marcado por confusão nas arquibancadas, Avaí bate o Figueirense no Scarpelli

Em jogo marcado por uma confusão generalizada nas arquibancadas, o Avaí venceu o Figueirense pelo placar de 2 a 0 no estádio Orlando Scarpelli. Com a vitória o Leão chega aos sete pontos e iguala o Alvinegro na classificação.

Pedro Castro, em um chutaço na primeira etapa, e Jonathan, já no segundo tempo, marcaram os gols da vitória avaiana.

Pedro Castro (sem camisa) acertou um chutaço de fora da área para abrir o placar – Foto: EDUARDO VALENTE/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO – Foto: ESTADÃO CONTEÚDO/ND

Golaço e muitos cartões

Se não foi brilhante tecnicamente, não faltou suor para as duas equipes na primeira etapa. O árbitro Bráulio da Silva Machado teve trabalho antes mesmo dos 10 minutos. Guilherme fez falta dura em Bruno Silva e recebeu cartão amarelo. Foi o suficiente para iniciar a confusão em campo.

O Figueirense começou melhor e teve boa chance aos quatro minutos. Diego Gonçalves driblou Arnaldo e acabou sendo derrubado por Betão próximo a grande área. Na cobrança, o atacante mandou rasteiro e a zaga avaiana acabou afastando.

O Leão respondeu aos 16. Arnaldo, que fez grande primeiro tempo, deu uma caneta em Brunetti e cruzou para Rildo emendar de primeira. Aos 20, o “prenúncio” do que estava para acontecer. Capa fez boa jogada pela esquerda, bateu cruzado e Jonathan completou de cabeça, mas o gol foi anulado por impedimento.

Aos 28 minutos, de pé em pé o Leão chegou ao gol. Bruno Silva deu bom passe para Rildo, que tocou de primeira para o criticado Pedro Castro mandar um chutaço de fora da área. Um golaço.

A torcida do Furacão não desanimou com o gol, e começou a cantar mais alto nas arquibancadas do Scarpelli. O Figueirense quase empatou aos 42. Lucas levantou na área, Vitor Feijão escorou e Diego Gonçalves tocou de cabeça, Betão, bem posicionado, salvou em cima da linha.

Segundo tempo

O Figueirense voltou melhor para a segunda etapa e empurrou o Avaí contra seu campo. Mas chances reais de gol apenas uma. Lucas cobrou falta pela lateral da grande área e acertou a trave aos 14 minutos.

O garoto Jonathan (ao centro) deu números finais a partida/ Foto: ROBERTO ZACARIAS/MAFALDA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO – Foto: ESTADÃO CONTEÚDO/ND

Márcio Coelho tentou colocar o time a frente com a entrada de dois centroavantes, Pedro Lucas e Éverton Santos, mas foi o Avaí que voltou a marcar.

Aos 30 minutos, o estreante Leonan cobrou escanteio pela direita, Zé Marcos cabeceou, Sidão espalmou e Jonathan só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio.

Confusão generalizada

Aos 35 minutos o volante avaiano Bruno Silva foi substituído por Wesley. Muito xingando pelos torcedores alvinegros, o jogador fez o sinal de 2 a 0 com as mãos.

Irritado, um torcedor do Figueirense invadiu o gramado do Orlando Scarpelli e foi até o banco do Avaí xingar Bruno Silva. Os jogadores do banco de reservas reagiram e partiram pra cima do torcedor. Foi o início de uma confusão generalizada.

Outros torcedores do Furacão conseguiram invadir o gramado através das sociais do Scarpelli. A tela de acrílico que faz a divisão da arquibancada para o campo foi quebrada por chutes de alguns torcedores no setor das sociais e no setor C.

A polícia interviu com spray de pimenta. Torcedores do Setor C do estádio acabaram brigando entre si. O árbitro Bráulio da Silva Machado foi obrigado a interromper a partida aos 40 minutos. Após 20 minutos de paralisação a bola voltou a rolar.

FICHA TÉCNICA:

Figueirense 0x2 Avaí

Figueirense: Sidão; Lucas, Pereira, Rony e Brunetti; Arouca, Patrick (Lucas Henrique) e Guilherme (Éverton Santos); Nicholas (Pedro Lucas), Diego Gonçalves e Vitor Feijão. Técnico: Márcio Coelho

Avaí: Lucas Frigeri; Betão, Airton e Zé Marcos; Arnaldo (Lourenço), Pedro Castro, Bruno Silva, Capa e Valdívia (Leonan); Rildo e Jonathan. Técnico: Augusto Inácio

Local: estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis

Gols: Pedro Castro (A) aos 28′ do primeiro tempo e Jonathan (A) aos 30′ do segundo tempo

Cartões Amarelos: Guilherme (F), Patrick (F) Betão (A), Airton (A), Bruno Silva (A), Pedro Castro (A), Jonathan (A) e Valdívia (A)

Público e renda: 12.784 torcedores para uma renda de R$ 303.509 mil

Lances da partida

Mais conteúdo sobre

Futebol