Em duelo desesperado, Chapecoense e Avaí reencontram-se para espantar má fase

O Avaí entra em campo no domingo (18) contra a Chapecoense, em Chapecó, no clássico estadual – e dos desespero – na Série A. O duelo fecha a 15ª rodada da competição já que está marcado para as 19h. Separados por quatro pontos na tabela e afundados na zona do rebaixamento, o jogo tem caráter decisivo para o futebol catarinense que, no momento, está com sua participação na elite nacional da próxima temporada ameaçada.

Leia mais

O elenco azurra já está em Chapecó onde, na manhã deste sábado, realiza o último treinamento antes do jogo contra o Índio Condá. Alberto Valentim faz mistério em três posições da equipe já que, ao longo da semana, precisou preservar alguns atletas que apresentaram maior desgaste. São os casos do zagueiro Betão e dos atacantes Lourenço e Bruno Sávio.

Atacante Bruno Sávio é uma das dúvidas de Alberto Valentim – André Palma Ribeiro/Avaí/ND

“Nós tivemos alguns jogadores com cuidados maiores, aproveitando a sequência de semanas cheias para treinar e trabalhar algumas coisas. A decisão de eles jogarem ou não vai passar por uma conversa que teremos com o departamento médico”, despistou o comandante que falou antes do embarque ao Oeste do Estado.

Quem está de fora da partida é o lateral Léo Morais que se machucou no empate com o Cruzeiro e terá que ficar mais alguns dias “de molho”. Iury, elogiado por Valentim, entra na vaga. Outro que entra no time é o lateral Igor Fernandes que cumpriu suspensão e volta no lugar do Paulinho, na esquerda.

Quem vive a expectativa de ser titular é o jovem Caio Paulista que entrou no lugar do atacante Lourenço e agradou a comissão técnica. A definição dessa e das outras dúvidas, no entanto, deverá ficar apenas para uma hora antes da bola rolar na Arena Condá.

O Avaí é último colocado na Série A com seis pontos em 14 jogos. A última vitória do Leão aconteceu no dia 7 de abril, em Chapecó, justamente contra a Chapecoense, na última partida da primeira fase do campeonato Catarinense. De lá pra cá foram oito empates e nove derrotas em um total de 130 dias.

Pelo lado Condá o cenário não é tão grave, mas é quase isso. Com apenas duas vitórias em 14 jogos, a Chape contabiliza seu pior início de Série A desde 2014, ano que estreou na elite.

Desde a saída de Ney Franco o clube não anunciou um treinador substituto e, para o duelo de domingo, Emerson Cris, de maneira interina, segue a frente do clube.

Ficha técnica:

Chapecoense: Tiepo; Eduardo, Gum, Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Campanharo, Augusto e Camilo; Arthur Gomes e Everaldo. Técnico: Emerson Cris.

Avaí: Vladimir; Iury, Betão, Marquinhos e Igor Fernandes; Richard Franco, Pedro Castro, Lourenço, João Paulo e Bruno Sávio (Caio Paulista); Brenner. Técnico: Alberto Valentim.

Local: Arena Condá, em Chapecó-SC. Data: 18/08/19. Hora: 19h

Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA-SP); auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (FIFA-SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP).

Mais conteúdo sobre

Futebol